domingo, 22 de maio de 2011

Até a década de sessenta, havia  muitos terrenos baldios nos bairros mais próximos do centro de Juazeiro, onde, diariamente, a meninada se divertia jogando futebol de poeira, também chamado de racha. Destes terrenos, dois se destacavam: a Pracinha, que era utilizada pelos meninos que moravam no Salgadinho, na praça do Socorro e nas ruas Santa Rosa e São José, e o Bosque, mais utilizado pelos que moravam nas proximidades da Matriz de Nossa Senhora das Dores, e  nas ruas São Pedro, Padre Cícero  e Dr. Floro.
O normal eram as peladas improvisadas, mas eventualmente eram formadas equipes e promovidos torneios bastante competitivos, com jogos nos sábados e domingos e com direito a uma boa plateia. Em um desses torneios, formado por equipes da Pracinha, foi campeã a equipe do Botafogo, representada nesta foto, provavelmente do ano de 1963.  A formação dessa equipe era a seguinte, da esquerda para à direita: em pé, Raimundo Neto (técnico), Zé Pedro, Vandemburgo, Chico, Vicente Reginaldo, Francisco Balbino, Hindemburgo e Demontier (mascote);  agachados: Zé Onofre (falecido), Carlos Alberto, Geraldo Goiabão, Edmilson e Zezinho.  Normalmente os atletas não tinham uniforme e jogavam descalços. Para diferenciar duas equipes em competição,  uma jogava com camisa e  a outra sem. No caso especial dessa foto, o uniforme foi bancado pelo o atleta Zé Pedro, cujo pai, na época um dos homens mais ricos de Juazeiro do Norte. (Foto e texto de Carlos Alberto Almeida Marques)

2 comentários:

IDERVAL TENÓRIO/DRA VIRGINIA TENORIO disse...

Eu tenho certeza que estava neste dia, esta foto foi feita no pé do muro do campinho da casa de seu Ze Figueiredo.

Onde anda Zezinho.

Outro fato- eu acho que o menino de branco perto de Buga é Higino e não Tiê. Confirmem.um abraço

O domeio é o meu irmão Vicente, ele e Carlos Alberto na época eram craques.

http://www.iderval.blogspot.com

Balbino e Eliana disse...

tDaniel,fiquei muito surpreso e emocionado ao acessar o seu BLOG e me deparar com essa FOTO, realmente do FUNDO DO BAÚ. Jamais imaginei que um dia essa foto fosse publicada. Eu estou nesse time aí juntamente com todos esses cobras. Voltei ao passado e que passado maravilhoso. Um grande abraço a todos que estiverem aí pelo Juazeiro. Fco. Soares Balbino.