sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Região do Cariri tem leilão de bens penhorados para pagar dívidas trabalhistas no valor de R$ 8,5 milhões

A Justiça do Trabalho do Ceará vai realizar mais um leilão, no dia 27 de setembro, em Juazeiro do Norte. Os bens penhorados são de processos em curso nas três varas do trabalho da Região do Cariri e estão avaliados no valor total de R$ 8.599.072,01. A quantia arrecadada servirá para pagar dívidas trabalhistas. O leilão acontecerá no Fórum Trabalhista Desembargador Paulo da Silva Porto, às 9h. Leia aqui o edital com a relação completa dos bens.

Dos 25 lotes disponíveis, a maioria é de maquinário para empresas dos ramos industrial e comercial. São equipamentos, mobília e aparelhos para laboratório, escritório, padaria, restaurante, indústria de borracha e de construção civil. Entre os bens móveis, está o item mais barato do leilão: três máquinas de costura Singer, avaliadas em R$ 900. O lote pode ser arrematado com lances a partir de R$ 315.

O item de maior valor do leilão é um imóvel de 9,66 mil metros quadrados, localizado no Crato. No terreno estão construídos cinco galpões industriais, quatro salas de escritório e poço profundo de água mineral. O bem está avaliado em cerca de R$ 5 milhões e tem lance mínimo de R$ 2,77 milhões. No leilão há também outros 8 lotes com imóveis, entre terrenos e casas, nos municípios de Aurora, Barbalha, Crato e Juazeiro do Norte.

Seis lotes de veículos estão disponíveis no leilão. São dois caminhões, um micro-ônibus e três motos, entre elas uma Honda Bros NXR, ano 2013, zero quilômetro, avaliada em R$ 9,9 mil. Ela pode ser arrematada com lances a partir de R$ 4,4 mil. Há também no leilão um lote com pneus novos para motocicletas.

Para participar do leilão, é necessário comparecer ao local do evento portando documento de identificação pessoal, ou ainda ofertar lances pela internet, através do site do leiloeiro, no qual o interessado deve estar cadastrado com antecedência mínima de 48 horas.

Serviço
Leilão da Justiça do Trabalho do Ceará na Região do Cariri
Data: 27 de setembro de 2017
Hora: 9h
Local: Fórum Trabalhista Desembargador Paulo da Silva Porto
Endereço: Rua Rafael Malzoni, 761, São José - Juazeiro do Norte
Edital aqui.

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Juazeiro do Norte recebe primeira Boate VillaMix do Nordeste

Nesta sexta-feira, 22, será inaugurada a primeira Boate VillaMix do Nordeste. A casa de shows está instalada em Juazeiro do Norte, a 493km de Fortaleza.

“Muitos estranharam a nossa primeira unidade da região ser no interior do Ceará, mas a escolha foi estratégica. A região do Cariri reúne muitos municípios e é um polo universitário com muitos estudantes que vem, inclusive, de outras regiões do País. E o público precisava de uma casa desse porte.”, explica o empresário Yury do Paredão, responsável pelo espaço.

Na noite de estreia, a boate contará com atrações de relevância nacional. “Não poderíamos abrir a casa com atrações que não condizem com o tamanho do nosso projeto. Vamos reunir esse que é o fenômeno do novo sertanejo, Jefferson Moraes, e a dupla de Djs Sevenn, que viaja o mundo levando o melhor da música eletrônica.”, conta Yury.

Serviço
Quando: nesta sexta-feira, 22
Horário: 22h30min
Onde: Boate VillaMix Cariri (avenida Padre Nestor Sampaio, n° 48)
Quanto: ingresso único especial de estreia por R$ 50
Informações:(88) 3512 2683
Fonte:http://blog.opovo.com.br/vaiforrozao/juazeiro-norte-recebe-primeira-boate-villamix-nordeste/

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Conheça os projetos de paradas de ônibus elaborados por alunos da FJN

"Como parte de uma disciplina acadêmica do semestre 2017.1, os estudantes do 8° semestre do curso de Arquitetura e Urbanismo da FJN propuseram paradas de ônibus para a cidade de Juazeiro do Norte.
O projeto foi abordado com a proposta de trazer elementos da história da cidade de juazeiro do Norte e da região do Cariri. O uso de materiais adequados ao clima da região, como concreto e madeira, possibilita um conforto térmico e acústico, e por serem de uso comum na região, acabam por baratear o custo de instalação e manutenção. Além disso, o uso de cobertas generosas garante a proteção contra as intempéries, especialmente do sol que tanto castiga quem faz uso de transporte público na região. Outro fator absolutamente indispensável que também foi englobado em todos os projetos, foi a acessibilidade. Um local para que cadeirantes possam estacionar suas cadeiras, de forma a também estarem protegidos, foi proposto por todos os estudantes. Podemos notar ainda o uso de vegetação, que ajuda a diminuir a temperatura do local e melhora a qualidade do ar, tornando o ambiente mais agradável. O uso de iluminação pública foi proposto de forma mais ampla, já que o projeto se tratava de toda uma praça, não apenas desse mobiliário urbano. Diversas soluções foram apresentadas, como uso de postes com placas solares que produzem a energia que consomem, não gerando gastos com iluminação pública no local. Tal solução poderia facilmente ser aplicada as paradas, com a instalação de iluminação e placas solares se assim se mostrasse necessário. É importante salientar que quando se pensa em projeto urbano, o contexto no qual o mesmo está inserido é de fundamental importância, devem ser analisados fatos importantes como a cultura local, a história, o clima e o uso habitual que se faz de determinado equipamento público. Nesse caso, os alunos elaboraram projetos que dialogam com todos os aspectos regionais e internacionais pertinentes."










Fonte: http://www.cariricomoeuvejo.com

Teatro Marquise Branca e URCA iniciam aulas de teatro gratuitas para crianças e jovens

Uma parceria firmada no início de julho deste ano entre a Secretaria de Cultura de Juazeiro do Norte, por intermédio do Teatro Marquise Branca e a Universidade Regional do Cariri (URCA), deu início nesta segunda-feira, 18, a um curso gratuito de teatro para crianças e jovens de Juazeiro do Norte.

O curso tem previsão de conclusão em dezembro deste ano e será ministrado pelo grupo de pesquisas Teatro do Oprimido no Cariri (Toca), para 40 alunos. Eles estão divididos em duas turmas. Uma delas terá aulas às segundas e quartas-feiras e a outra nas terças e quintas-feiras. Cada uma monitorada por dois alunos bolsistas do curso de Licenciatura em Teatro da URCA. Ao final, será apresentada uma mostra com o resultado do trabalho desenvolvido.

Foto:Hélio Filho
Teatro do Oprimido
De acordo com o Coordenador do Curso de Licenciatura em Teatro da URCA, Professor Mateus Gonçalves, o curso terá quatro módulos que irão aprofundando as técnicas do Teatro do Oprimido, como o conhecimento do corpo, técnicas básicas de interpretação e o aprofundamento de outras. 

Segundo Mateus Gonçalves, o curso terá um viés de discussão social muito forte, que é uma característica do Teatro do Oprimido. “Buscaremos trazer uma reflexão com essa meninada sobre as opressões cotidianas que elas sofrem e como elas podem agir através da arte para superá-las”, comenta o professor.

O Teatro do Oprimido é uma metodologia criada por Augusto Boal nos anos de 1960 que usar o teatro como ferramenta de trabalho político, social, ético e estético, contribuindo para a transformação social.

Parceria com a Sedest
O diretor do Teatro Marquise Branca, Leonardo de Luna, comenta que desde o início dos trabalhos dessa gestão que a Secretaria de Cultura e o Teatro Marquise Branca, vem buscando realizar parcerias com instituições e artistas para movimentar o espaço. “A parceria com a URCA foi uma ideia que tivemos juntamente com o curso de Licenciatura em Teatro para trazer uma oficina de artes cênicas para jovens do município atendidos pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest). E isso está sendo muito bom, porque além de movimentar o teatro, estamos também auxiliando no desenvolvimento dessas crianças e jovens carentes”, diz Leonardo de Luna.

A Secretária Executiva de Cultura, Sandra Nancy, diz que uma das propostas da Secult Juazeiro do Norte, é ter contato direto com as universidades através da Extensão Universitária. Além dessa primeira parceria, outras estão sendo formatadas com a URCA. “Vamos ter contação de histórias, em parceria com o curso de Pedagogia e alunos do curso de história em breve atuarão no Memorial Padre Cícero”, comenta a Secretária Executiva. Ela lembra que os alunos da universidade que atuarão nesses projetos de extensão, têm a oportunidade de exercitar os conhecimentos teóricos que vê durante seus estudos. “Ganham os alunos e ganha também a comunidade”, finaliza Sandra.
(ASCOM/PMJN)
Fotos: Helio Filho

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Campanha para construir estátua de Seu Lunga

      O empresário juazeirense radicado em Ilhéus, BA, José Leite de Souza, esteve neste último fim de  semana em Juazeiro para lançar a ideia de construção de um busto de Seu Lunga, como uma espécie de homenagem aos comerciantes das pequenas empresas de todos os ramos de negócios desta cidade.
Zé Leite
Segundo Zé Leite, Seu Lunga é depois do Padre Cícero a figura mais conhecida de Juazeiro do Norte e portanto merece ser homenageado para perpetuação da sua memória. A ideia foi lançada e será coordenada pela Dra. Rosângela Tenório, a qual fará as devidas articulações para saber como implementar a ideia de arrecadação dos fundos financeiros para construção do busto, bem como saber onde o mesmo será instalado. As primeiras articulações já foram feitas com a própria família do homenageado, da qual Rosângela faz parte. José Leite trouxe de Ilhéus o “santinho” da campanha o qual está reproduzido neste texto e também está estampado em algumas camisas que o autor da ideia mandou confeccionar e distribuiu com amigos. Zé Leite foi também o idealizador da construção do busto em homenagem ao Dr. Floro Bartholomeu da Costa, existente na avenida que tem o seu nome, o qual foi custeado com recursos de Zé Leite e seu amigo, Paulo Lustosa, empresário juazeirense.  
A campanha de Seu Lunga tem este slogan: EM APOIO ESTA IDEIA.


Rosângela Tenório informou ao Portal de Juazeiro que a ideia do busto evoluiu, e agora a intensão é construir uma estátua de Seu Lunga em tamanho natural sentado num banco de praça (a exemplo do de Carlos Drumund no calçadão da praia de Copacabana no Rio de Janeiro), pois assim servirá de cenário para os turistas e admiradores de Seu Lunga baterem fotos ao seu lado, como acontece com o do poeta. A estátua poderá ficar em frente à casa do homenageado no Bairro do Socorro, mas isto ainda não está definido.  Na foto acima, Rosângela com Dona Carmelita, viúva de Seu Lunga já em ritmo de campanha. 

A PEDRA DO PADRE CÍCERO - Por Clerisvaldo B. Chagas

A Pedra do Padre Cícero - Foto de Ailton Cruz
Em todos os recantos nordestinos estão às marcas indeléveis do Padre Cícero Romão Batista. Em Alagoas entre manifestações ao sacerdote – falecido em 20 de julho de 1934 – estão as procissões, associações, novenários e romarias. São milhares e milhares de devotos que ainda procuram o Juazeiro do Norte em busca de curas para os seus males, baseados na fé ao amiguinho Padre Cícero. Templos, praças e devoções ganharam espaço nesta nação nordestino dos litorais aos sertões honrando à memória daquele que tanto fez pelo seu povo. Nem queremos aqui entrar em discussões e acusações estéreis como ainda hoje acontece com o próprio Jesus, o Cristo.

Entre todos os movimentos em prol do padre do Juazeiro, um deles chama atenção e encontra-se localizado no município sertanejo de Dois Riachos. Tudo teve início quando o agricultor José Antônio Lima alcançou uma graça de promessa feita ao padre Cícero, em 1956. Agradecido, aproveitou um Boulder (bloco rochoso) que havia às margens da BR-316, para erguer um oratório em homenagem àquele que concedera a sua graça. Segundo a viúva do sertanejo, Maria, o seu esposo nunca revelou qual foi a graça alcançada. Com o passar do tempo e o aumento crescente de visitas ao local, o oratório foi reformado e a escada de madeira que leva ao topo, foi substituída por uma rampa de concreto. E os padres, por não conseguirem celebrar missas no cimo da escadaria, fizeram surgir uma igreja perto da rocha.

Anualmente acontece a celebração de morte do padre Cícero, todo dia 20 de julho. Já são milhares de romeiros que chegam à festa do dia 20. Eles vêm a pé, a cavalo, em automóvel, vans e ônibus que preenchem os terrenos vizinhos como se estivessem na própria Juazeiro. Além de gente de todas as regiões alagoanas, são inúmeros os devotos de Sergipe e Pernambuco. Do centro de Dois Riachos à Pedra do Padre Cícero, não deve dar mais de 2 km.

Dois Riachos, em Alagoas, é uma cidade pequena e ficou conhecida nacionalmente por ser a terra da jogadora Marta. Possui a maior feira de gado do Nordeste; é banhada pelo riacho Dois Riachos – afluente do rio Ipanema – tem famosa vaquejada anual e mostra o gigantesco açude no povoado Pai Mané. Seu acesso é fácil estando em qualquer lugar em solo alagoano.

O AUTOR

Clerisvaldo Braga das Chagas,  alagoano de Santana do Ipanema, graduado em Geografia, com pós-graduação em  Geo-História. Cronista, escritor com vários livros publicados.

sábado, 16 de setembro de 2017

Procissão da Padroeira foi bonita!


Aos aplausos dos romeiros, a procissão segue nas ruas principais de Juazeiro do Norte com a imagem da Padroeira da cidade, Nossa Senhora das Dores, no encerramento da romaria mais festejada da cidade e a segunda maior em termos de participação. Foram mais de 80 mil pessoas no cortejo e bênção final, na Basílica de Nossa Senhora das Dores. O evento contou com o apoio da administração municipal, que realizou um trabalho conjunto para garantir melhor segurança, apoio social, limpeza, orientações educativas aos romeiros, e serviços inovadores, como o City Tour, sendo iniciativas bastante elogiadas pelos romeiros, além do treinamento de agentes para melhor recepcionar os visitantes.

O cortejo percorreu as ruas Padre Cícero, Alencar Peixoto e São Pedro, no final da tarde desta sexta-feira. Ao meio-dia, foi celebrada Missa do Chapéu, com a bênção dos objetos, que reuniu fiéis de várias regiões do Nordeste, com entrega de troféus para os vencedores da procissão dos carros, ocorrida na última quinta-feira, 14.

Cultura popular homenageia Nossa Senhora
Uma homenagem da Cultura Popular à Nossa Senhora das Dores foi realizada com o cortejo dos grupos, que seguiram à frente com as fanfarras. Integrando o cortejo, a Banda Municipal Padre Cícero, reisados, e outros integrantes, que também realizaram homenagens à 'Mãe das Dores', com apoio da Secretaria de Cultura. Cerca de 30 artistas cariocas que compõem o Bloco da Terreirada Cearense chamaram a atenção, com as pernas de pau. Eles estão realizando trabalho de residência artística em Juazeiro do Norte, através de articulação da Cia. Carroça de Mamulengos e renderam homenagens à santa. (ascom/pmjn e Portal de Juazeiro) 

Memória fotográfica




ROMARIA DA MÃE DE DEUS
Geová Sobreira

A festa da padroeira e protetora do Juazeiro, Nossa Senhora das Dores, é uma das romarias mais bonita e cheia de significados históricos do imaginário sertanejo porque é lá, naquela pequena capela, que em 1827 tudo começou e foi ganhando novos espaços e se alargando pelo mundo todo. Pode surpreender a qualquer observador desatento o fato de uma singela capela edificada num lugarejo que nem povoado era na época de sua construção fosse conquistando paulatinamente o coração dos sertanejos até tornar-se um dos maiores centros de romaria da América Latina.É preciso seguir a sua trajetória histórica para compreender o simbolismo e o significado daquela capela, como centro ou santuário do movimento religioso popular do Juazeiro. O padre Pedro Ribeiro, neto do coronel da cavalaria de milícias Leandro Bezerra Monteiro, recebeu como herança a fazenda joaseiro, localizada no antigo Tabuleiro Grande, então distrito da Vila do Crato. Por questão de saúde e para evitar os graves incômodos e mal-estar da viagem em montaria, pois sentia agudas dores quando cavalgava para as vilas do Crato ou Barbalha, o padre Pedro Ribeiro resolveu construir uma capela. Não mais precisou mais se deslocar para o Crato ou para Barbalha para cumprir seus deveres eclesiásticos de celebrar missas. No entanto, como não dispunha de capitais suficientes para financiar a construção da capela, o padre Pedro Ribeiro negociou com escravos comprometendo-se que daria carta de alforria a todos os que trabalhassem na construção da capela nas suas horas vagas e sem qualquer renumeração. Assim o fez. A carta de alforria foi a todos os escravos da fazenda joaseiro e assim o pequeno núcleo urbano foi nascendo sob o manto da liberdade. A pequena capela foi consagrada à devoção de Nossa Senhora das Dores. Na sua sagração foi posta no altar-mor a belíssima imagem da Mãe de Deus, entalhada em madeira por hábil santeiro estabelecido em Portugal. Poucos anos depois da construção da capela e de sua sagração, o padre Pedro Ribeiro em seu testamento fez a doação de todas as terras que compunham a fazenda joaseiro e seus demais bens à Nossa Senhora das Dores.Desta forma, o núcleo populacional do Tabuleiro Grande surgiu para a história com o glorioso título de Terra da Mãe de Deus e sob o manto diáfano da liberdade.A pequena capela foi o cenário do "sonho fantástico" do Padre Cícero. Ali, mesmo em sonho, viu Jesus Cristo acompanhado dos 12 Apóstolos na mesma figuração do painel "A Santa Ceia" de Leonardo da Vinci. No sonho, Cristo se dirigiu ao jovem sacerdote, Padre Cícero, e apontando para uma multidão de sertanejos maltrapilhos determinou: - "Cícero, tome conta desse povo"! Esse sonho mudou todos os planos de ,vida do Padre Cícero e viveu exclusivamente para tomar conta do povo sertanejo que buscasse a Terra da Mãe de Deus em busca de refúgio e salvação.A capela foi ficando cada dia pequena para receber os que vinham ouvir os conselhos e as palavras de salvação. E, então, em um grande mutirão de sertanejos, a capelinha foi transformada em grande igreja. Nela se deu os "fatos maravilhosos" relacionados com a Beata Maria de Araújo.A Romaria de Nossa Senhora das Dores é, portanto, a festa da gratidão por todas as copiosas bênçãos derramadas sobre o "povo romeiro" e sobre a Terra do Patriarca de Juazeiro. 
Fonte: www.juanorte.com.br


sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Aeroporto de Juazeiro do Norte completa 63 anos de operação


O Aeroporto de Juazeiro do Norte/Orlando Bezerra de Menezes (CE), localizado na região do Cariri, no Ceará, completa hoje 63 anos. Com capacidade para atender 800 mil passageiros por ano, o terminal é um dos maiores e mais movimentados no interior nordestino, se destacando pelo turismo religioso.

Durante todo o ano, fiéis do padre Cícero Romão Batista procedentes de diversos pontos do país desembarcam no aeroporto para as romarias. Na sala de embarque, os passageiros podem apreciar a imagem de Padim Ciço, como é conhecido na devoção popular. No mesmo dia em que o aeroporto completa 63 anos de funcionamento, também é celebrado a padroeira da cidade, Nossa Senhora das Dores.

Com o terceiro maior polo da indústria calçadista do Brasil, Juazeiro do Norte também tem papel relevante no comércio e nos serviços da região. Com localização estratégica, a apenas seis quilômetros do centro da cidade e a oito da rodoviária, o aeroporto representa uma importante ferramenta para o desenvolvimento econômico e mobilidade da população para várias áreas do Cariri, não somente para o Sul e Centro Sul do Ceará, mas também para outros estados. Atende ainda a população do noroeste de Pernambuco (PB), do alto Sertão da Paraíba (PB) e Sudoeste do Piauí (PI).

O superintendente do aeroporto, Rodrigo Siebra, afirma que o terminal é de extrema importância para o desenvolvimento do turismo religioso e negócios da região. “Um imprescindível equipamento para o desenvolvimento e fomento de toda a região do Cariri e demais cidades atendidas pelo aeroporto”, diz.

Atualmente, o aeroporto conta com voos para Petrolina e Recife (PE), Campinas e Guarulhos (SP), Fortaleza (CE) e Brasília (DF). As companhias que operam no terminal são: Azul, Gol e Avianca. No total, são 18 operações diárias entre pousos e decolagens. No ano passado, mais de 534 mil passageiros passaram pelo terminal juazeirense. O sítio aeroportuário compreende uma área de 1,28 milhão de m², e a pista de pousos e decolagens tem 1.800 metros de cumprimento por 45 metros de largura. 

O aeroporto passou a integrar a Rede Infraero somente em 2012 e, desde então, vem passando por melhorias, como a reforma da sala de embarque e desembarque, além das obras de reparo na área de taxiamento de aeronaves, taxiway C. A área de taxiamento é o espaço onde são realizadas as manobras de aeronaves. “O trabalho de recuperação teve como objetivo manter os níveis de segurança das operações no terminal cearense”, lembra Rodrigo Siebra. 

Em 2000, o terminal passou a ser denominado Orlando Bezerra de Menezes em homenagem a um importante político e industrial nascido na cidade. Entre vários cargos que ocupou como vereador e deputado estadual e federal, ele também foi prefeito de Juazeiro na década de 70.

Renato Mendes
Imprensa – Infraero
(61) 3312.1735 / 3924 / 2879

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Inscrições para curso de Mecânica Industrial do IFCE começam na segunda-feira(18)

O campus de Juazeiro do Norte do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) inscreve de 18 a 29 de setembro para a seleção do curso técnico em Mecânica Industrial. Podem se candidatar às vagas maiores de 18 anos que concluíram o ensino fundamental. A seleção será realizada em uma única etapa, que consiste na análise do histórico escolar.

Para efetuar a inscrição, o candidato deverá preencher o requerimento de inscrição on-line, imprimir o comprovante onde consta o número do protocolo de inscrição, e dirigir-se ao campus Juazeiro do Norte (Av. Plácido Aderaldo Castelo, 1646 - Bairro Planalto) para entregar a documentação exigida no edital até o dia 2 de outubro. 

As aulas ocorrem no turno da noite. O curso é integrado ao ensino médio, gratuito, e forma profissionais na área da indústria para desenvolver atividades de instalação, operação, planejamento e manutenção de ativos industriais. Mais informações em www.ifce.edu.br/juazeirodonorte

Serviço:
Inscrições on-line – 18/09 a 29/09
Entrega de documentos no campus - até 02/10
Divulgação das inscrições deferidas – 13/10
Divulgação do resultado final – 24/10
Pré-matrícula – 31/10 e 01/11

Sheyla Graziela 
Jornalista MTb 1869 JP-CE 
 Contato para entrevistas: Amaral Muniz (coordenador do curso): 9.9996.1381

Pavimentação da estrada Juazeiro-Missão Velha avança

As obras de pavimentação da rodovia CE-292 têm animado os moradores da região do Cariri. Parte do Ceará de Ponta a Ponta, os trabalhos no trecho chegam a 30% de execução. De acordo com o diretor de engenharia rodoviária do Departamento Estadual de Rodovias (DER), Quirino Ponte, o trecho executado corresponde a 11,5 quilômetros, ligando os dois municípios.

A melhoria viária vai facilitar o escoamento da produção, reduzindo o tempo e o custo de transporte, além de proporcionar uma aproximação entre os municípios de Missão Velha – Juazeiro do Norte, ampliando a oferta de serviços à população. O investimento de aproximadamente R$ 8 milhões, do Tesouro do Estado e do Banco Interamericano de Desenvolvimento, é referente aos serviços de pavimentação, revestimento asfáltico, drenagem, obras d'arte correntes e especiais, sinalizações horizontal e vertical, além de proteção ambiental. (http://www.ceara.gov.br)

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Juazeiro do Norte terá 100 novos abrigos de paradas de ônibus e 500 lixeiras








A Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte irá instalar, nos próximos dias, 100 novos abrigos de paradas de ônibus na cidade e mais 500 lixeiras, proporcionando uma cidade mais limpa, com conforto e segurança para a população. O projeto de instalação das lixeiras já foi licitado, e no momento está aguardando apenas a assinatura da ordem de serviço do Prefeito Municipal, Arnon Bezerra, para serem iniciados os serviços. Os novos abrigos destinados às paradas de ônibus serão feitos em estrutura metálica e concreto. Segundo a secretária de Infraestrutura de Juazeiro do Norte, Gizele Menezes, os novos abrigos serão colocados em áreas mais estratégicos e de maior fluxo, mas praticamente todas as localidades do Município serão beneficiadas.

As ações estão direcionadas ao melhoramento da infraestrutura em pontos de apoio para a população, no Município. Ainda não foi definida a data para o início dos serviços, mas, em breve, as obras começam a ser realizadas. Na área onde serão construídos os abrigos, estará disponível um mapa de localização da cidade, facilitando, assim, os deslocamentos, com informações necessárias para o público.

O processo de estruturação de paradas de ônibus na cidade de Juazeiro do Norte, vem atender também a uma demanda de turistas e visitantes, que diariamente chegam ao Município, seja por conta das romarias ou mesmo para realizar compras no comércio da cidade.(ascom/pmjn)


Prefeitura realiza city tour com romeiros


A Prefeitura de Juazeiro do Norte, por meio da Secretaria de Turismo e Romaria, iniciou um projeto inovador na promoção do turismo na cidade e receptividade ao romeiro. Foi realizado nesta segunda-feira, 11, o primeiro City Tour com o roteiro turístico religioso de Juazeiro do Norte, e vai até quarta-feira, 13. O passeio será feito em ônibus apropriados, com guias de turismo credenciados pela Embratur e totalmente gratuito.

Quem tiver interesse em realizar o passeio, deve se cadastrar na tenda da Secretaria de Turismo e Romaria, posicionada na Praça do Marco Zero, localizada entre a Basílica de Nossa Senhora das Dores e o Centro de Apoio aos Romeiros.


Roteiro

A programação do passeio começa na Praça Padre Cícero, passando pela Igreja Matriz e a Lira Nordestina, onde os visitantes terão a oportunidade de conhecer a literatura de cordel e xilogravura. Logo após, segue em roteiro panorâmico até as Igrejas dos Salesianos e Franciscanos, a Abadia de Nossa Senhora da Vitória e finalizando o percurso no Cariri Garden Shopping, na loja do Centro Cultural Mestre Noza e letreiro “AMO CARIRI”.

A ideia é levar ao visitante uma viagem no tempo para conhecer a trajetória do Padre Cícero e a força do desenvolvimento cultural e econômico da região.

Agendamento: Tenda da Secretaria de Turismo e Romaria da Matriz
Contato: (88) 35711701
Dias do Roteiro: 11, 12 e 13 de setembro
Saídas: 9h, 9h30, 16h, 16h30
Fotos: Samuel Macedo
Treinamento de agentes de turismo
Dando segmento ao Plano de Ação organizado pela Secretaria de Turismo e Romaria (Setur) para as festividades de Nossa Senhora das Dores, 150 agentes de turismo passaram por capacitação para atuar com orientações aos romeiros que chegam à cidade. Nesta segunda-feira, 11, em reunião no Círculo Operário São José, foram dadas as últimas instruções.

Os agentes são servidores das Secretarias de Saúde, Educação, Desenvolvimento Social e Trabalho, Cultura, Agricultura e Turismo e Romaria, que integram o Eixo Social da administração municipal, bem como representantes religiosos.

No encontro, foram entregues cartilhas para distribuição entre os romeiros, contendo informações úteis para aproveitar bem a estadia em Juazeiro do Norte, roteiros que vão além do aspecto religioso e palestra com equipe da Setur. Logo em seguida, os agentes já começaram as atividades no entorno da Basílica Menor de Nossa Senhora das Dores.

O trabalho da administração municipal vem sendo realizado de forma integrada entre as secretarias, para o fortalecimento das ações, por meio de um direcionamento, que tem como foco às melhorias de atendimento ao romeiro. A meta é poder atender os romeiros e levar serviços qualificados.

Anterior

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Procissão das carroças

Leandro Bezerra e Dona Salete
Ontem aconteceu em Juazeiro a tradicional procissão das carroças, evento já incorporada à programação da festa da padroeira, Nossa Senhora das Dores. Com muitas carroças ornamentadas conforme o gosto de cada um,  é sempre um espetáculo muito bonito de se ver. 
O cortejo, como acontece todo ano, se inicia na sede da Fundação Leandro Bezerra de Menezes, às 17h30, com centenas de carroceiros e suas carroças ornamentadas à frente e, em seguida, os grupos de tradição popular, fanfarra e a Banda de Música. À saída, houve à benção dos carroceiros, pelo Padre Cicero José. O ponto final é a Basílica de Nossa Senhora das Dores onde acontece a missa. 
A Procissão dos Carroceiros e Carregadores é uma tradição criada 45 anos pelo Sr.  Leandro Bezerra de Menezes (já falecido), que tem continuidade por sua esposa Dona Maria Salete, atualmente comemorando seus 90 anos de vida.
Fotos do evento clicadas por Pautília Ferraz