sexta-feira, 18 de agosto de 2017

ORAÇÃO PELA NOSSA AVÓ AUDÁLIA MARIA MARQUES - Por José Carlos dos Santos

Ô Deus de infinita bondade, obrigado pela vida de nossa Audália Maria Marques. Os 93 anos e oito dias de sua existência foram de amor, dedicação e doação aos outros. Estamos muito agradecidos pelo Senhor Jesus ter colocado no mundo uma mulher forte, corajosa, determinada e trabalhadora.
Ô Deus que formais a trindade perfeita do PAI, FILHO E ESPIRITO SANTO e tiveste a Família Sagrada de Nazaré, nossa gratidão pela família de nossa Audália Maria Marques: os seus pais Olímpio José da Silva e Eulália Maria da Conceição, os seus irmãos, sobrinhos, o seu esposo Antônio Marques, sua filha Maria da Paz Brandão, os seus netos, bisnetos, sogro, noras, genros e sua legião de amigos e afilhados.  
Ô Senhor Deus, elevamos o pensamento aos céus e agradecemos pela tua presença na vida de nossa Audália, dando a força e disposição para o trabalho desde da infância na criação dos seus irmãos até o último dia de sua vida no belíssimo dom da arte de costurar e arte de culinária. E sua vocação também para o comércio Esses dons transformados em serviço aos outros, dedicação e meios de sobrevivência da sua família;
Ô Deus-Pai de amor, obrigado por estar presente na vida desta mulher lutadora e no seu espirito de liderança, acompanhando os seus caminhos pelas estradas na sua migração para São Paulo, Mato Grosso e Paraná. Ó nosso Deus, obrigado por ter reservado para dona Audália uma linda história de vida, luta, trabalho e oração na cidade de Juazeiro do Norte. Vivendo na rua das flores, sua casa foi sempre o lugar do encontro da família e a referência dos vizinhos e amigos. 
Ô Cristo Salvador, manifestamos nossa ação de graças por ter concedido a nossa Audália, a luz e a sabedoria para construir a sua casa como santuário de oração e lugar de trabalho. Pelo trabalho honesto promoveu a dignidade da sua vida e garantiu o sustento da sua família;
Ô Senhor da Vida, Ô Nossa Senhora das Dores, obrigado pelo dom da fé de dona Audália. Ela participava do apostolado da oração. Acordava de madrugada e caminhava até da matriz de Nossa Senhora das Dores para participar no domingo da missa das 5 horas. Tão bom lembrar da subida a colina do horto na semana santa, sua devoção a São Francisco e seu forte sentimento de afilhada do Padrinho Cícero. Além da renovação do Sagrado Coração de Jesus no dia 20 de janeiro. Esse testemunho de Vó Audália edificou e fortaleceu a educação da fé de nossa família. 
Ô Deus amoroso, queremos manifestar a nossa gratidão a vós, que nos deu Audália como mãe, educadora, trabalhadora, corajosa, determinada, obstinada e com muita valentia e firmeza para conduzir sua vida e de sua família.
Ô Cristo Ressuscitado, no último dia 11 de agosto a 06:20 minutos, na manhã da última sexta-feira chamastes a nossa avó Audália para a morada eterna. Um coração grande que tanto nos amou, parou! E agora, imaginamos como foi lindo e alegre o seu encontro no céu com seu esposo Antônio e sua filha Maria da Paz. Que dor, sofrimento e saudade estamos sentindo, mas sabemos que nossa vida estar nas mãos do Senhor Jesus! Nós estamos chorando muito por essa sua partida para junto de vós, mas fazemos isso, porque nós a amamos muito, e como vós nos ensinou, O AMOR É ETERNO!
Ô Senhor Jesus pela intercessão de Nossa Senhora das Dores, de São Francisco e do nosso Padre Cícero, ajuda-nos a aliviar a dor da separação da nossa vó Audália e com muita fé e serenidade possamos seguir os seus ensinamentos e o seu exemplo de vida com muito amor, paz, fraternidade e união. 
Por tudo que fez na terra, nossa Audália Maria Marques participa agora das alegrias eternas!
DESCANSE EM PAZ!
AMÉM!


quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Sávia Ferraz com novo livro

“Chico Cobra e suas andanças – Biografia de Francisco Bessa” é o título do mais novo livro da escritora juazeirense Sávia Ferraz. Segundo suas próprias palavras, para escrever o trabalho ela utilizou toda a sua experiência como assistente social e gerontóloga a fim de captar com sensibilidade a alma do seu biografado. Promoveu reuniões com a família que representaram ricos momentos de conhecimento e fortalecimento de elos. Nessa convivência, Sávia se sentiu como membro da família e se tornou grande admiradora do corajoso Chico Cobra. 




A vida do cearense Chico Cobra é muito interessante, realmente digna de um livro. Com quatro anos de idade, o biografado de Sávia viu o pai ser destinado ao serviço da guerra, como soldado da borracha na Amazônia, para onde a família, composta de quatro irmãos, o acompanhou.  Francisco Bessa trabalhou algum tem. po nos seringais da Amazônia, regressando  depois ao Ceará onde prosperou como empresário, sendo dono da fábrica Eveíza, nome conceituado no mercado da moda, alcançando clientela nacional e internacional. No livro, a escritora juazeirense descreve com muita propriedade a saga desse corajoso cearense, onde é possível conhecer também a história da sua família, pois como ele mesmo diz sua existência foi centrada na família. O livro é muito interessante e a  forma como Sávia narra a história  proporciona uma leitura agradável. 

A autora
Sávia Ferraz Social é graduada em Serviço Social pela Universidade Federal de Pernambuco. Trabalhou como assistente social no INSS e na LBA, dedicando-se à causa do idoso com participação em fóruns, pesquisas e na implementação da Lei Orgânica da Assistência Social. Especialista em Gerontologia Social pela Universidade de São Paulo (USP) e pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), atualmente aposentada, dedica se agora integralmente à arte de escrever. Em 2013 publicou seu primeiro  livro, intitulado Rascunhos de um tempo, o qual foi lançado no dia 13 de junho de 2013 no Teatro Marquise Branca em Juazeiro do Norte

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Juazeiro do Norte dá o último adeus ao brincante Mestre Bigode

A despedida a um dos mais antigos mestres da cultura popular de Juazeiro do Norte foi marcada por um clima de comoção e, ao mesmo tempo, de beleza e reconhecimento ao legado de Manoel Antônio da Silva. Mestre Bigode, como era mais conhecido, foi o precursor da arte do bacamarte em Juazeiro do Norte ao fundar, há quase de 50 anos, o Grupo de Bacamarteiros Padre Cícero.

Com diversas homenagens, o corpo do mestre da Cultura Popular, reconhecido pelo seu notório saber, foi sepultado por volta do meio-dia, no Cemitério São João Batista.

0 cortejo fúnebre de Mestre Bigode, que faleceu no último sábado, dia 12 de agosto, foi acompanhado por grupos e brincantes da cultura popular, muitos deles, seus discípulos na arte do bacamarte e do maneiro pau, outro folguedo a que o Mestre Bigode dedicava. Por todo o percurso os estampidos dos bacamartes homenageavam o brincante que fez escola e dezenas de discípulos.

O cortejo saiu de sua residência, no bairro Cidade de Deus, acompanhado por automóveis e motocicletas até o cruzamento das avenidas Castelo Branco e Humberto Bezerra, no bairro Novo Juazeiro. A partir daí, o restante do trajeto foi realizado a pé até o cemitério São João Batista, com grupos da tradição (reisados, banda cabaçal e os bacamarteiros da paz), representantes da Secretaria de Cultura do Estado, Secretaria de Cultura de Juazeiro do Norte e outras autoridades municipais, Serviço Social do Comércio SESC, unidade Juazeiro do Norte, além de familiares, amigos e admiradores do Mestre Bigode. 

Secretário de Cultura destaca expressividade

O Secretário de Cultura de Juazeiro do Norte, Alemberg Quindins, afirma que o Mestre Bigode é um dos grandes representantes da Cultura Popular do Cariri. “As flores mais coloridas desse Cariri são os grupos das tradições e, dentro desse contexto, está o Mestre Bigode que se tornou uma pessoa expressiva pela sua performance e estética. Ele passou a ser um símbolo da cultura popular e uma das estrelas mais expressivas do Cariri, uma figura que representava o colorido e toda a expressividade dessa Região”, destaca.

A coordenadora do escritório regional da Secult Ceará no Cariri, Dane de Jade, considera que o Mestre Bigode carregava consigo um saber muito importante a respeito das tradições populares. Ela destaca que ele foi o primeiro bacamarteiro do Brasil, exímio embolador e um grande brincante de Maneiro Pau. “Ele leva um saber de três manifestações da nossa cultura, um saber que fica na nossa memória. Acredito que o Mestre Bigode deixa um legado importante na tradição popular de Juazeiro do Norte e do Cariri”, destaca a coordenadora. 

Segundo Dane de Jade, a esposa do Mestre Bigode, conhecida como Maria Bonita, fez vários registros de suas atividades artísticas que servirão como fonte de pesquisa para outras gerações. “Essa memória precisa ser salvaguardada para que novas gerações possam ter acesso a esse acervo”, reforça Dane de Jade. Francisco Gomes Novais, conhecido como Mestre Nena, líder do grupo Bacamarteiros da Paz, amigo e discípulo do Mestre Bigode, lembra que ele também fundou o primeiro grupo de Maneiro Pau de Juazeiro do Norte. “Ele foi uma pessoa muito importante e vai fazer muita falta para a cultura de Juazeiro do Norte”, diz Mestre Nena. (ASCOM/PMJN E EDITORIA DO PORTAL DE JUAZEIRO)
As fotos abaixo são do Portal de Juazeiro (Tereza Neuma)

 


segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Fotos de romarias em Juazeiro do Norte ganham exposição em Barcelona

Fotógrafa Adriana Pimentel, que viveu por 20 anos em Juazeiro, expõe 12 obras que retratam a vivência dos romeiros

Por Gabriel Borges em Fotografia - Tribuna do Ceará online

Imaginar um elo entre as cidades de Juazeiro do Norte e Barcelona parece ser uma tarefa difícil. Entretanto a fotógrafa carioca Adriana Pimentel, radicada no Ceará, tratou de estreitar esses laços. Nas próximas semanas, quem passar pela cidade catalã poderá conferir 12 fotografias que retratam de perto as tradicionais romarias juazeirenses.

As fotos foram capturadas entre os anos de 2005 e 2013. Hoje, mais de 10 anos após o início do projeto, a devoção do povo do Cariri chega ao outro lado do Atlântico.

“O meu sentimento é de superação! Muita gratidão ao universo e aos amigos que conquistei aqui e todos que tenho aí no Brasil, principalmente no Ceará. É um momento de vitória e celebração”, relata a fotógrafa.

Adriana viveu mais de 20 anos no Cariri e conta como surgiu a oportunidade de levar o seu trabalho para tão longe. “Eu fui convidada pela gerente do espaço, e ela me perguntou sobre o que eu queria expor. Falou que tinha visto em meu site algumas fotos de Juazeiro, aí eu disse que gostaria de expor meu trabalho sobre romarias”.

A fotógrafa diz que a motivação pelo tema surgiu ainda na universidade. “Tive um trabalho da disciplina de Fotojornalismo, do professor Marcelo Barbalho, em que era para fazer uma reportagem fotográfica. Ainda na infância fui morar na cidade onde nasceu meu pai e toda a família dele, então tive as romarias do Padre Cícero muito presente em meu imaginário”, conta.

Em relação ao público europeu, a expectativa da artista é que eles sintam um pouc da cultura cearense. “Eu espero que as pessoas conheçam um pouco sobre nossa cultura e tradições, e entendam sobre a força e a importância da preservação dos costumes antigos”.

Adriana completa falando sobre a relação da fé e os romeiros. “A fé move montanhas, e essa mesma fé move esse povo. Em sua maioria os nordestinos lutam contra distâncias, precariedades, problemas de saúde e viajam por horas e até mesmo dias em transportes como pau de arara”.

A exposição é gratuita e estará aberta até o dia 10 de setembro na cidade de Barcelona, na Espanha.







domingo, 13 de agosto de 2017

Cultura popular de luto em Juazeiro do Norte e Cariri com a morte de Mestre Bigode

Morreu ontem em Juazeiro do Norte,  aos 94 anos, Manoel Antônio da Silva – Mestre Bigode, um dos mais conhecidos brincantes da região do Cariri. Seu corpo está sendo velado na sua residência, Rua Maria Otília, 726 – Cidade de Deus, em Juazeiro do Norte. Na segunda-feira, 14, às 8 horas, será realizado no local do velório cerimonial funerário, e, em seguida, o corpo será transportado para o Cemitério São João Batista, no Município juazeirense.
Cortejo da tradição
Às 9 horas da segunda-feira, 14, será realizado um cortejo com os grupos de tradição popular, na Avenida Castelo Branco, em homenagem ao Mestre Bigode. Os brincantes seguem até o cemitério, onde ocorrerá o sepultamento, às 10 horas. Uma salva de tiros dos bacamarteiros, que com tristeza se despedem do seu Mestre, será dedicada a ele, nesse momento da partida.
Mestre Bigode - *4/07/1923 / 12/08/2017
Manoel Antônio da Silva nasceu em 4/07/1923 na cidade de Iguatu. Aos vinte anos veio residir em Juazeiro do Norte e desde então dedicou a vida a trabalhar com a cultura popular. Na arte do Maneiro Pau e dos Bacamarteiros se tornou o Mestre Bigode. O Grupo de Bacamarteiros Padre Cícero foi criado e liderado por ele, há cerca de cinco décadas.
Na década de 90 durante as romarias, Mestre Bigode com o seu grupo de Bacamarteiros recebia os romeiros no largo do Socorro fazendo uma salva de tiros ao nascer do sol. Uma grande roda se formava para assistir aquele grupo de homens que dançavam e cantavam vestidos de cangaceiros. No centro da roda uma faixa estava escrita: ‘Meu padim, estamos aqui para te defender’. A fé e o trabalho defendem a arte.

Em 2004, Mestre Bigode recebeu do Governo do Estado do Ceará o Certificado de Mestre da Cultura e, em 2017, a Universidade do Estadual do Ceará (UECE) concedeu o Título de Notório Saber em Cultura Popular, um reconhecimento como um Patrimônio da Cultura Cearense.

Foto: Samuel Macedo

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

CIE oferecerá mais de 20 modalidades esportivas para a população juazeirense

Imagem inline 2
O Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), já está em fase de construção no Município de Juazeiro do Norte. O equipamento ficará nas dependências do Parque Ecológico das Timbaúbas. O CIE é uma ação que o Ministério do Esporte desenvolveu durante a segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

O objetivo dos Centro é ampliar a oferta de infraestrutura de equipamento público esportivo qualificado, que incentive a iniciação esportiva em territórios de alta vulnerabilidade social das grandes cidades brasileiras. O projeto integra, num só espaço físico, atividades e a prática de esportes voltados ao alto rendimento, que estimulem a formação de novos atletas. O CIE é o maior projeto de legado de infraestrutura esportiva dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paralímpicos de 2016, e, em todo o Brasil, são 225 unidades em 214 municípios.

São ofertados três modelos de CIE, Juazeiro do Norte foi contemplado com o modelo III, que oferece 13 modalidades olímpicas, atletismo, basquete, boxe, handebol, judô, lutas, taekwondo, vôlei, esgrima, ginástica rítmica, badminton, levantamento de peso e tênis de mesa, e seis paralímpicos, que inclui esgrima de cadeira de rodas, judô, halterofilismo, tênis de mesa, vôlei sentado e goalball e uma não-olímpica, futebol de salão.

O modelo III dispõe de 7000m², com um ginásio Poliesportivo com arquibancada para 177 lugares, área de apoio com administração, sala de professores/técnicos, vestiários, chuveiros, enfermaria, copa, depósito, academia, sanitário público e as estruturas de atletismo. Além do CIE uma piscina semiolímpica, que veio para o Município por uma verba de emenda parlamentar no ano de 2010, e que também está em fase de construção no Parque Ecológico das Timbaúbas e será agregada ao Centro. A pista de Skate já existente no Parque, também será integrada, já que a partir de 2020 skate será uma modalidade olímpica.

O Secretário de Esporte e Juventude, Luciano Basílio, afirma que a expectativa para que as atividades no CIE iniciem é muito grande, “queremos fazer uma interação e uma iniciação ao esporte para crianças e lá formar atletas de nível nacional, sem esquecer de formar o lado cidadão das crianças e dos adolescentes. É um grande e moderno complexo esportivo que e a gestão Municipal está tornando realidade em nosso município. ” (ASCOM/PMJN)

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Feira do Livro homenageará Dr. Geraldo Barbosa


Amanhã, às 8h, a I Feira do Livro de Juazeiro do Norte será aberta tendo como atração maior a merecida homenagem que prestará ao cronista Menezes Babosa (Dr. Geraldo Menezes Barbosa). Dr. Geraldo é  um dos mais importantes memorialistas desta cidade, autor de vários livros, além de radialista, jornalista, teatrólogo e educador. A este nonagenário ainda muito lúcido  Juazeiro muito deve. Por isso, os organizadores da I Flijuno acertaram em cheio ao prestar a Dr. Geraldo esta justa homenagem à qual também se associa com muita alegria o Portal de Juazeiro.
A solenidade será no Memorial Padre Cícero. 

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Aeroporto Orlando Bezerra vai ser vendido


Segundo notícia publicada no O Globo online, o Governo está finalizando o processo de concessão à iniciativa privada dos aeroportos administrados pela Infraero e a venda será feitas por blocos. Quem arrematar o aeroporto de Recife levará também mais seis terminais (Maceió, João Pessoa, São Luís, Teresina, Petrolina e Juazeiro do Norte) com um lance mínimo de R$ 2,2 bilhões. O vencedor da disputa terá que investir R$ 3,5 bilhões no bloco. 
Segundo o ministro dos Transportes, Maurício Quintellla, no bloco do Nordeste, o ativo mais atraente é o aeroporto de Recife. Mas o de Juazeiro do Norte desperta a atenção porque é um dos terminais que mais crescem na região por causa do polo de Cariri e das romarias do Padre Cícero.
Os números obtidos pelo GLOBO são preliminares porque os editais definitivos dependem da realização de estudos de viabilidade econômica e precisam passar pelo crivo do Tribunal de Contas da União (TCU). É a primeira vez que o governo fará a concessão por blocos. Nas rodadas anteriores, foi adotada a modelagem individual, com a participação da Infraero (Brasília, Campinas, Guarulhos, Confins e Galeão) e sem a estatal (Fortaleza, Salvador, Porto Alegre e Florianópolis). 

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Fotógrafo faz fotos com mini estátua de Padre Cícero em vários cantos do mundo

Esta matéria interessante saiu no www.tribunadoceara.uol.com.br

Por todas as cidades que conhece, o professor de Comunicação e fotógrafo Jari Vieira carrega uma miniatura do Padre Cícero. O símbolo do sacerdote já foi fotografado no Museu do Louvre e no Palácio de Versalhes, na França, e no Coricancha, no Peru.

Mas o que muitos não sabem é o que está por trás da hashtag #padimpelomundo, criada pelo fotógrafo. Em entrevista ao Tribuna do Ceará, ele conta que não se trata apenas de uma homenagem à região do Cariri. O sentido vai mais além. “Minha vó faleceu no fim do ano passado e, como eu a amo muito, criei o projeto chamado de ‘Padim pelo Mundo’. As fotos da estátua são uma forma de homenageá-la”, relatou.

Maria do Carmo, mais conhecida como Manhota, morreu aos 92 anos, no mês de novembro. Ela foi a responsável por ensinar a Jari toda a cultura do Cariri e devoção ao Padre Cícero desde a sua infância, quando morou em Juazeiro do Norte, até a sua fase adulta.

Durante o enterro de sua vó, o fotógrafo ficou responsável por fazer a despedida de Manhota e, nos discursos, estava com a estátua em seu bolso. A princípio, o exemplar era para ser enterrado junto com o corpo, mas devido ao sentimento de luto não se atentou em colocá-lo junto ao caixão. Quando percebeu, o coveiro já havia fechado a cova. “O meu irmão disse para mim que a estátua não foi enterrado porque ela (Manhota) queria que a estátua ficasse comigo”, detalha.

A partir daí, iniciou o projeto de levar o exemplar para todo os cantos que fosse. E foi em terras parisienses que Manhota e a cultura do Cariri foram homenageadas pela primeira vez. “Ali, senti-me homenageando a minha vó e a cultura do Padre Cícero. Agora, para onde eu vou, levo a estátua”, conclui.

Confira a galeria de imagens da miniatura de Padre Cícero pelo mundo.
Maria do Carmo, conhecida como Manhota, morreu aos 92 anos de velhice (FOTO: Jari Vieira)

Estátua do Padre Cícero em Miraflores, Peru

Estátua do Padre Cícero no Arco do Triunfo, em Paris.

Estátua do Padre Cícero numa rua de Paris

Estátua do Padre Cícero no Museu do Louvre, em Paris

Estátua do Padre Cícero no Museu do Gonzagão, em Exu, PE

Jari Vieira e sua avó



quinta-feira, 3 de agosto de 2017

I Festa do Livro acontece dias 10 e 11 e destaca Juazeiro do Norte no cenário literário do interior do Estado

Juazeiro do Norte se prepara para um dos maiores eventos destinados à promoção do conhecimento, com a I Festa do Livro (I Flijuno), que acontece nos dias 10 e 11 de agosto, com a participação de 45 expositores 22 lançamentos literários e diversas apresentações culturais. O evento será promovido pela Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte, por meio da Secretaria de Educação, com diversas parcerias com instituições de ensino superior da região, além de editoras, sebos, e empresas privadas. A festa literária terá abertura às 8 horas, no Memorial Padre Cícero.

No seu primeiro ano de realização, o festival homenageia o escritor e jornalista Geraldo Menezes Barbosa. Na abertura acontece apresentação artística com texto do escritor, O Louco e o Padre Cícero. Em seguida, será realizada mesa redonda sobre a temática Novos Olhares: Leituras e Culturas, com a professores Zuleide Fernandes, da Universidade Regional do Cariri (URCA). Ao meio-dia, acontece palestra com o editor da Imeph, Joaquim Capistrano Neto, sobre Literatura de Cordel, Repentes e Interdisciplinaridades. A programação segue até às 19h30 e pode ser acessada no site da prefeitura pelo: www.juazeiro.ce.gov.br.

Homenagem

Este ano, inaugurando um novo momento e focando a valorização nos escritores da região, será homenageado o escritor e jornalista, Geraldo Menezes Barbosa, um dos nomes que projetou a literatura da região e do Município, além de ser um dos propulsores da história de Juazeiro do Norte e do Padre Cícero Romão Batista, e um dos contemporâneos do sacerdote fundador do Município. Também cronista, o escritor tem centenas de artigos e crônicas publicados em jornais do Estado, região e de Juazeiro do Norte, além de participar de programas radiofônicos.

Segundo o coordenado geral do evento, o Professor Djailson Ricardo Malheiro, técnico da Secretaria de Educação, o projeto tem o objetivo de disseminar o interesse pelo livro e a leitura, e traz importantes aspectos que acompanham o evento, que só vêm valorizar ainda mais a importância dessa viagem em busca do conhecimento. Para ele, é de essencial interesse da Educação tornar o universo da leitura atrativo.

A cada hora um novo lançamento

Ele ainda afirma que este ano, como parte das atrações, os visitantes terão a oportunidade de aproveitar os eventos culturais que estarão acontecendo paralelo às palestras. A cada hora haverá um lançamento literário, e serão montados dois palcos no local do evento, onde estarão acontecendo as apresentações teatrais e musicais, além das contações de histórias.  A Banda de Música Municipal fará apresentações para o público.

Outro aspecto importante para quem visitar a I Flijuno, é aproveitar as vendas de livros promocionais, que estão à disposição dos leitores. Os infantis, poderão ser adquiridos com preços a partir de R$ R$ 1,50, e a livraria Nobel estará com comercializando livros a preços promocionais apenas durante os dias de realização da festa do livro, além da participação de Sebos de Crato e Juazeiro do Norte.  o evento ainda contará com oficinas e festival de inglês.





Aprovado em 1ª votação projeto que institui o 'Dia da Comunidade Nordestina' em MS

A Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul aprovou hoje (2) em 1ª votação, o projeto de lei de autoria do deputado estadual Amarildo Cruz (PT), que institui o "Dia da Comunidade Nordestina no Estado do MS", como forma de homenagear o povo nordestino que vive no Estado. Pela proposta, a data deverá ser incluída no Calendário Cívico e Cultural do Estado a ser comemorado, anualmente, no dia 13 de junho.

O autor do projeto ressaltou a importância da comunidade nordestina para o desenvolvimento do Estado. "Temos a presença marcante desses migrantes em vários municípios de Mato Grosso do Sul, especialmente em Coxim e na região da Grande Dourados, onde a influência de sua cultura é forte na constituição das cidades, como exemplo, a Praça dos Nordestinos e o Centro de Tradições Nordestinas Padre Cícero, além da música e da culinária que são referenciadas em feiras livres e eventos promovidos pelo Centro de Tradições", explicou.

Ao defender a aprovação do seu projeto, Amarildo Cruz parafraseou o cantor Baiano Gilberto Gil: "Como já dizia Gilberto Gil em uma de suas canções, 'A Bahia já me deu régua e compasso', mas na verdade foi o povo nordestino que nos deu régua e compasso, com toda sua riqueza cultural", falou.

A proposta precisa ser aprovada em 2ª votação e só então, passar pela sanção do Executivo.
Fonte:http://www.acritica.net/editorias/geral/aprovado-em-1a-votacao-projeto-que-institui-o-dia-da-comunidade/228874/

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Faleceu César Williams

Faleceu ontem, à noite,  na cidade de Iporã, PR, para onde fora visitar os filhos, o juazeirense Dr. César Williams, aos 70 anos de idade, vítima de problema cardíaco. César era farmacêutico bioquímico, formado em Recife, e logo depois de formado passou a residir no Paraná, onde se engajou no ramo farmacêutico, casou (com a Sra. Nisa) e deixou uma prole de quatro filhos.Depois de algum tempo, retornou ao Ceará, seu Estado natal, passando a residir em Fortaleza, onde contraiu núpcias pela segunda vez, desta feita com a juazeirense Biana Aires, com quem viveu 28 anos. César estava aposentado, era sócio ativo da AFAJ-Associação dos Filhos e Afilhados de Juazeiro do Norte. Esteve recentemente em Juazeiro, por ocasião do lançamento do livro Comenda Memórias de Juazeiro, editado pela AFAJ. O sepultamento será na cidade onde ocorreu o óbito.

segunda-feira, 31 de julho de 2017

SEMASP realiza ação educativa com comerciantes da Av. Ailton Gomes


A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Públicos (SEMASP), por meio da Coordenação de Fiscalização, está realizando ação educativa com comerciantes informais que têm barracas no canteiro central da Av. Ailton Gomes. A ação tem por objetivo auxiliar na acessibilidade da cidade, garantindo que a atividade comercial não obstrua a ciclofaixa.

Os pontos comerciais do canteiro central da Av. Ailton Gomes, estão alocados em desconformidade com o Código de Posturas do Município, que determina que os canteiros estejam livres para o passeio e atividades esportivas. A ação é uma medida paliativa até que a Prefeitura Municipal encontre um lugar definitivo para acolher esses comerciantes, que atuam na área há mais de 30 anos.


sexta-feira, 28 de julho de 2017

Juazeiro do Norte através da SEDECI firma parceria com Centro de Inovação Chinês

Em reunião com representantes do governo chinês, empresários e investidores, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Michel Araújo, apresentou Juazeiro do Norte, seu potencial turístico e de mercado, em recente missão de trabalho ao País asiático.

Na oportunidade, foi firmada uma parceria entre o Município e o Centro de Inovação Federation of Innovation Industry Carrier Longgang Shenzhen P.R.G, que beneficiará jovens pesquisadores do Município a desenvolverem suas habilidades em diversas áreas de atuação, através de intercâmbio para estágios e mentorias na China. Em Dubai, o Secretário reuniu-se com empresários Árabes, que demostraram interesse em fazer parceria para potencializar o conceito de Smart City em Juazeiro do Norte, ampliando ainda mais o turismo e a economia local.

Na viagem foi distribuído um material institucional com informações sobre Juazeiro do Norte produzido em inglês, português e espanhol. “Além de formar uma rede de network, e conhecer o que há de mais inovador no mercado, tivemos a oportunidade de apresentar nosso município para os investidores, firmamos uma parceria com um Centro de Inovação chinês e manteremos diálogo com os demais investidores, para parcerias futuras”, conclui Michel Araújo, ressaltando que investidores brasileiros que compuseram a comitiva, também ficaram de realizar visitas a Juazeiro do Norte.(ASCOM/PMJN)


quinta-feira, 27 de julho de 2017

Portal de Juazeiro ultrapassa a marca de 1.500.000 acessos

O Portal de Juazeiro ultrapassou a marca de 

acessos 
O nosso muito obrigado a todos os leitores internautas que acreditam no nosso trabalho. Agora vamos à marca dos DOIS MILHÕES!