quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Prefeitura reassume gestão dos Mercados Públicos

Uma comissão da Secretaria do Meio Ambiente, Agricultura e Serviços Públicos de Juazeiro do Norte esteve na manhã desta quarta-feira visitando os cinco mercados públicos e o Frigorífico Industrial do Cariri que se encontravam em poder da SR Empreendimentos e o município está retomando a gestão após decisão judicial. Esta reintegração vem sendo coordenada pela SEMASP sob a liderança do titular da pasta, Francisco da Silva Lima, o qual, já na manhã desta quinta-feira, comanda reunião com os representantes dos mercados para garantir o ordenamento, a limpeza e a segurança dos mesmos.

Como disse, serão questões prioritárias e o município vai se empenhar ainda na questão do reordenamento dos espaços e toda a questão da infraestrutura. Desde 2009, que os Mercados José Teófilo Machado (Senhora Santana), Gumercindo Ferreira Lima no Triângulo, Centro de Abastecimento do Pirajá, Raimundo Viana no Pio XII e em frente à capelinha nesse mesmo bairro tinham sido entregues pelo então prefeito Manoel Santana à empresa SR Empreendimentos. Além destes mercados, o frigorífico e o Restaurante da Colina do Horto.

O secretário considerou bastante crítica as condições dos mercados e do frigorífico desde a estrutura física, como a ausência de limpeza, desorganização e sucateamento de equipamentos. Para Silva Lima, a recuperação vai exigir a dedicação por parte de todos os segmentos envolvidos, tendo em vista a gravidade do quadro encontrado. O Coordenador de Abastecimento da SEMASP, Roberto Sampaio, observou que a justiça detectou diversos erros no processo de licitação que resultou no contrato de concessão de tais imóveis à SR Empreendimentos.

Coube ao vereador Alberto Costa a tarefa de acompanhar o relatório a ser feito no Frigorífico Industrial, enquanto no Mercado do Pio XII a responsabilidade será do servidor da Semasp, Roberto Wagner Lacerda, ficando os demais a cargo dos próprios presidentes das associações de permissionários. Segundo Roberto Sampaio, na próxima semana haverá reunião com todos os permissionários para ouvir as demandas e adotar as medidas necessárias ao pleno funcionamento desses centros comerciais.(ASCOM/PMJN)

Ministro da Aviação Civil nesta quinta-feira em Juazeiro

O Ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, desembarca no final da manhã desta quinta-feira, dia 25, em Juazeiro do Norte onde será recebido pelo prefeito Raimundo Macedo. Ele fará uma visita técnica às obras de reforma do aeroporto, cujo terminal está recebendo Módulos Operacionais os quais deverão dobrar a capacidade de operação. O ministro vai se inteirar ainda sobre o processo de desapropriação para aumento do sítio aeroportuário e a futura construção de uma nova estação de passageiros, além de outras demandas. 
No dia 19 de junho do ano passado, Raimundão, o deputado federal, Arnon Bezerra, e o então secretário de desenvolvimento econômico e turístico de Juazeiro, Roberto Celestino, foram recebidos por Moreira Franco no seu gabinete em Brasília. Na oportunidade, dirigiram apelo em favor da ampliação da pista de pouso para 2.300 metros e a construção da nova estação de passageiros. Naquela data, Moreira Franco prometeu visitar Juazeiro e lançar um olhar mais atento em relação às demandas do aeroporto. (ASCOM/PMJN)

u-á hotel realiza ações para valorizar o Geopark Araripe como destino turístico nacional e mundial

No próximo dia 27 de setembro, Dia Mundial do Turismo, o iu-á hotel, localizado em Juazeiro do Norte (CE), irá realizar uma série de ações com o objetivo de promover o Geopark Araripe como destino turístico nacional e mundial. Na ocasião, o empreendimento reunirá, entre os convidados, prefeitos e secretários de turismo dos seis municípios nos quais se inserem os nove geossítios do geoparque caririense: Barbalha, Crato, Juazeiro do Norte, Missão Velha, Nova Olinda e Santana do Cariri. “Nosso principal objetivo é fomentar o turismo na região e reforçar junto ao trade essa região de incalculável riqueza do ponto de vista geológico e paleontológico”, informa Luciana Alencar, diretora do iu-á hotel.
O evento servirá para apresentar as seguintes iniciativas:

Sala Geopark
O iu-á hotel irá inaugurar a Sala Geopark em suas dependências. Dezesseis fósseis encontrados na região foram cedidos como empréstimo pelo Museu de Paleontologia/Urca para compor o ambiente, que servirá como um museu, reunindo também informações sobre todos os nove geossítios que compõem o Geopark Araripe. O espaço será aberto à visitação dos hóspedes e do público em geral com o intuito de fomentar o turismo nos geossítios, colaborando com a cadeia produtiva da região. Para isso, o hotel contará com um guia das 7h às 17h para fornecer informações aos visitantes.

Doblossauro
O veículo Doblô, especialmente adaptado para receber um enorme pterodactilo, um réptil voador da ordem dos pterossauros, na parte superior, será utilizado nos passeios guiados pelo Geopark Araripe. Batizado de “Doblossauro”, o carro foi apresentado ao público cearense durante uma semana com passeio na Avenida Beira-mar, exposição na SJ Administração de Imóveis e, posteriormente, no Shopping Del Paseo, entre os dias 18 e 21 de setembro, e agora fará parte dos roteiros turísticos pela região. Mais de um terço de todos os registros de pterossauros descritos no mundo estão no Geopark Araripe, por isso, a escolha deste animal para simbolizar a iniciativa. O objeto foi confeccionado pelo Circo Tupiniquim e recebeu acabamento do grafiteiro Narcélio Grud.

Videoconferência com geoparques mundiais
Ainda no dia 27, o Geopark Araripe será apresentado a geoparques mundiais, pertencentes a Global Geopark Network (GGN), que reúne cerca de 100 geoparques nas mais variadas localidades do globo. O Geopark Araripe é o único do Brasil presente na lista, além de ter sido o primeiro da América Latina a ser reconhecido pela entidade.  O objetivo é mostrar as riquezas dos geossítios do Araripe a fim de promover a região aos parceiros, que têm o costume de indicar novos destinos aos geoturistas. A apresentação será feita por Demétrio Jereissati, diretor-geral do iu-á, e pelo vice-reitor da Urca, Patrício Melo.

Passeios guiados
Os turistas do Geopark Araripe também contam com guias bem preparadas, capazes de contar a história e apresentar as peculiaridades da região. O iu-á, em parceria com a Universidade Regional do Cariri (Urca), investiu na capacitação de quatro jovens do Cariri, que agora estão aptas a revelar as singularidades dos geossítios do Araripe: Jessica Pinheiro, Ravenna Monte, Cícera Santos e Vera Lúcia Torres, que também participou de um benchmarking na Chapada Diamantina. Elas estarão à frente dos passeios guiados, que terão oito roteiros pré-definidos:
Barbalha – Ecoturismo: o roteiro inclui Geossítio Riacho do Meio, Sítio Pinheiros, Trilha Picoto do Balneário do Caldas e Alto do Leitão.
Barbalha - Histórico-cultural: será possível visitar o Centro Histórico da Rua do Video, a Igreja Matriz de Santo Antônio, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário e a Estação Ferroviária.
Juazeiro do Norte – Histórico-cultural: O roteiro inclui a Praça Padre Cícero, o Memorial Padre Cícero, o Luzeiro da Fé, o Geossítio Colina do Horto, o Museu Vivo do Padre Cícero, a Lira Nordestina, o Centro de Cultura Popular Mestre Noza, o Seu Lunga, o Mercado Central e o Restaurante Coisas do Sertão.
Juazeiro do Norte – Histórico-religioso: são atrações neste passeio o Memorial Padre Cícero, a Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, o Museu do Padre Cícero, a Basílica Menor de Nossa Senhora das Dores, o Luzeiro da Fé, o Geossítio Colina do Horto, a Trilha do Santo Sepulcro, o Santuário do Sagrado Coração de Jesus, o Centro de Cultura Popular Mestre Noza e o Restaurante Coisas do Sertão.
Missão Velha – Histórico-cultural: fazem parte do roteiro o Geossítio Cachoeira de Missão Velha, o Cânion, a Floresta Petrificada do Cariri, a Estação de Ferroviária, a Igreja de São José e a Fibrarte.
Nova Olinda – Histórico-cultural: o visitante conhecerá a Ponte de Pedra, o artesanato mineral em Pedra Cariri / Pedra sobre Pedra, a Fundação Casa Grande / Memorial do Homem Kariri, o mestre Espedito Seleiro, a Agrofloresta e o Centro de Artesanato Antônia do Ó.
Santana do Cariri – Ecoturismo: o roteiro inclui o artesanato mineral em Pedra Cariri / Pedra sobre Pedra, o Museu de Paleontologia, o Geossítio Pontal da Santa Cruz e o Vale do Buriti / Azedos.
Santana do Cariri – Histórico-cultural: além dos locais acima, será possível visitar ainda o Casarão do Coronel Felinto da Cruz Neves, a Igreja Matriz de Nossa Senhora Santana e a Euroville.

Sobre o Geopark Araripe (www.geoparkararipe.org.br)
Localizado no Sul do Estado do Ceará, o Geopark Araripe faz parte da região do Cariri, em meio ao semiárido nordestino. Seu território abrande os municípios de Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha, Nova Olinda e Santana do Cariri, totalizando 3.441 km². O Geopark Araripe compreende uma região de inestimável valor científico, ambiental, histórico e cultural, cujo conhecimento e interpretação revelam a origem e a evolução da vida e da Terra a partir de fósseis que remontam a rica biodiversidade na região há cerca de 100 milhões de anos. Fazem parte do Geopark Araripe nove geossítios: Colina do Horto, Cachoeira de Missão Velha, Floresta Petrificada do Cariri, Batateira, Pedra Cariri, Parque dos Pterossauros, Riacho do Meio, Ponte de Pedra e Pontal de Santa Cruz.

Sobre o iu-á hotel
Localizado em Juazeiro do Norte, na próspera região do Cariri cearense, o iu-á hotel é o mais novo empreendimento da DJ Hotelaria, também responsável pelo Verdegreen Hotel, em João Pessoa (PB), eleito o Hotel Sustentável do Ano pelo Guia Quatro Rodas (2012) e um dos 25 Melhores Hotéis do Brasil pelo TripAdvisor (2013). Inaugurado em dezembro de 2013, o hotel se destaca por oferecer uma estrutura semelhante ao porte do Verdegreen, apta a receber tanto o turismo de negócio quanto de lazer, com salão de eventos com capacidade para 140 pessoas, sala de videoconferência, piscinas adulto e infantil, sauna, espaço fitness, sala de massagem e restaurante aberto ao público. O iu-á - que quer dizer “juá” (fruto de espinho), em tupi-guarani - possui 138 quartos equipados com cofre digital, ar-condicionado e TV Led, com o diferencial de contar com suítes exclusivamente voltadas para o público feminino. A 20 minutos do aeroporto, o empreendimento possui excelente localização, estrategicamente posicionado próximo aos principais restaurantes da cidade. Com o objetivo de ser um aliado do desenvolvimento sustentável da região, o iu-á hotel firmou parceria com o Geopark Araripe, que reúne nove sítios geológicos e paleontológicos, comprometendo-se a divulgar suas riquezas naturais por meio de ações de fomentação e preservação, estabelecendo uma cadeia produtiva benéfica para toda a região do Cariri.

Serviço | iu-á hotel:
Rua Arnóbio Barcelar Caneca, 800
Lagoa Seca | Juazeiro do Norte | Ceará
Contato e reservas: (88) 3102.7777
www.iuahotel.com.br
Facebook: www.facebook.com/iuahotel

Mais informações:
Ranier Comunica
Carol Ranier (carol@raniercomunica.com - 85 8776.2357)
Karlos Emanuel (karlos@raniercomunica.com – 85 8527.6939)

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Faculdade de Medicina promove Dia da Responsabilidade Social


CPI das obras inacabadas

Segundo nos informou o vereador Claudio Luz foi proposta a CPI das Obras Inacabadas para apurar irregularidades nas licitações e execuções de obras municipais em Juazeiro do Norte. Existem mais de 50 obras inacabadas ou abandonadas ou em um ritmo muito lento em Juazeiro causando inúmeros prejuízos ao povo. Apenas cinco vereadores assinaram para instalação da CPI das Obras Inacabadas: Cláudio Luz, Normando, Alberto, Auricelia e Tarso Magno. São necessárias as assinaturas de 1/3 dos vereadores (07 assinaturas) para instalação da CPI. Peça ao seu vereador para assinar o pedido da CPI das Obras Inacabadas.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Falecimento de Padre Luiz Sampaio, fundador da Rádio Salesiana Padre Cícero

Faleceu na noite desta quarta-feira 17, por volta das 21 horas na cidade de Barbalha o Padre Luiz Sampaio. Do Rego, de 76 anos. 

Pároco do Sagrado Coração de Jesus (Salesianos) em Juazeiro do Norte por mais de dez anos, padre Luiz foi um dos idealizadores e fundadores da Rádio Educativa Salesiana Padre Cícero. 

O padre também foi Diretor Espiritual do Seminário São José e incentivador da Pastoral Litúrgica e Catequética da Igreja dos Salesianos, tendo participado da reimplantação da AJS - Articulação da Juventude Salesiana.

Atualmente, ele era vigário da paróquia Dom Bosco, em Natal-RN. Era um salesiano muito dedicado, apesar de suas limitações adorava acompanhar procissões e ensinar a doutrina da Igreja com muita sabedoria.

O corpo do sacerdote foi encaminhado para Pau dos Ferros, de onde era natural, a pedido da família. Seu sepultamento está previsto para às 16h desta quinta-feira na cidade potiguar.
Fonte:> www.miseria.com.br

terça-feira, 16 de setembro de 2014

IV Simpósio Internacional sobre o Padre Cícero 'E...Onde está ele? ' será lançado nesta quinta-feira (18), em Juazeiro do Norte

Será lançado na próxima quinta-feira, dia 18, o IV Simpósio Internacional para estudos do Padre Cícero, que terá como tema central “E... onde está ele?. O evento acontece no Iu-á Hotel, em Juazeiro do Norte, à rua Arnóbio Bacelar Caneca, 800, no bairro Lagoa Seca. O lançamento contará com a presença de autoridades e a imprensa.
O evento se configura como de grande importância para atualizar estudos acerca do Padre Cícero e Juazeiro do Norte, além de personalidades históricas que marcam o processo que engloba os fatores ligados à história religiosidade popular. Estarão reunidos em Juazeiro do Norte, de 17 a 21 de novembro, data de realização do evento, cerca de mil participantes de diversas partes do Brasil, Estados Unidos e Europa.
O primeiro simpósio foi realizado no ano 1988, quando veio à tona a temática do Padre Cícero e os romeiros. No ano seguinte, o sacerdote e a beata Maria de Araújo, que junto com o padre protagonizou o milagre do sangramento da hóstia, foram alvo de estudos. São 26 anos de um evento que se tornou motivador para os estudiosos, no intuito de debaterem juntos um dos assuntos que ainda se torna polêmico, quando se trata de trabalhar a questão da religiosidade no campo da ciência.
A integrante da Comissão de elaboração do simpósio, Sandra Nancy, Pró-Reitora de Extensão da Universidade Regional do Cariri (URCA), afirma que a grande finalidade do simpósio é proporcionar o incentivo à pesquisa no âmbito da universidade, trazendo para o centro dos debates, com os maiores estudiosos no assunto, temas polêmicos e que suscitem a busca de respostas. Tanto que a questão em pauta, de busca de um mito, conforme ela, é um aprofundamento do que foi trabalhado no terceiro simpósio.
O evento está sendo realizado por meio da Universidade Regional do Cariri (URCA), através da Pró-Reitoria de Extensão, em parceria com a Diocese do Crato, que possui importante acervo documental sobre o tema, e faculdades da região.

Mais informações:
Universidade Regional do Cariri – Urca

Pró-Reitoria de Extensão

Rua Cel. Antônio Luis, 1161

Pimenta - Crato/CE

Fone: (88) 3102.1200/8812. 5525


quinta-feira, 11 de setembro de 2014

ICVC: 40 Anos

C O N V I T E
A Presidente do INSTITUTO CULTURAL DO VALE CARIRIENSE - ICVC, Maria do Rosário Lustosa da Cruz, tem a honra de convidar V.Sª e Exma. Família, para a reunião solene dos 40 Anos do Instituto, quando fará uma homenagem ao Senhor Raimundo Correia Ferreira,  posse da nova diretoria e de novos membros.

Local: Auditório da Faculdade Juazeiro do Norte
Rua São Francisco, 1224 – Bairro São Miguel.
Data: 20 de Setembro de 2014
Horário: 19:30 h
Juazeiro do Norte – CE

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Centenário de Valdo Figueiredo

Neste 10 de setembro de 2014 a família do Sr. Valdo Figueiredo comemora seu centenário de nascimento. A data tem significado especial também para Juazeiro do Norte, por conta dos relevantes serviços prestados pelo homenageado a sua terra natal, como farmacêutico na antiga e famosa Farmácia Brasil de propriedade do Dr. Manoel Belém de Figueiredo e como empresário, dono da Lojas Credilar. Neste ramo se destacou como um dos baluartes pelo desenvolvimento comercial juazeirense, inclusive na fundação do Clube de Diretores Lojistas, hoje Câmara de Dirigentes Lojistas. 
Outra grande contribuição dele foi quando uma comissão de empresários juazeirense se mobilizou para trazer uma agência do Banco do Brasil para esta cidade. E aqui, por um dever de justiça e gratidão, vale a pena contar um fato que poucos conhecem. Quando a direção do BB estava para decidir com parecer favorável à reivindicação juazeirense, impôs uma condição para definir a aprovação: exigiu que o prédio da agência fosse o localizado no cruzamento das Ruas São Pedro com São Francisco, sendo este de propriedade de seu Valdo. Aí surgiu um grande impasse, pois o prédio estava alugado e o inquilino, sabedor do fato, exigiu uma boa indenização para desocupá-lo. E foi justamente seu Valdo, com seu ardente amor à Juazeiro quem arcou sozinho com a vultosa indenização e alugando o prédio ao BB por dez anos, a um preço praticamente simbólico para o poderio desse rico estabelecimento bancário. 
Por coisas assim é que este homem cujo centenário de nascimento hoje se comemora faz parte merecidamente da Galeria dos Construtores de Juazeiro do Norte. 
Por ser pessoa bastante conhecida nos meios socioculturais e empresariais de nossa cidade, sua morte ocorrida em 26.12.2003 deixou lacuna nas áreas em que atuou. 

Biografia do homenageado
A biografia de seu Valdo, contada abaixo por sua filha Socorro, casada com Francisco Silva Lima, muito conhecido como empresário e desportista, é muito interessante e por isso o Portal de Juazeiro a publica, pois representa um atestado eloquente de um homem que, com garra e muita determinação, soube vencer as dificuldades, constituir família e ao se aposentar, em 1985, estava feliz, consciente do dever cumprido e grato a Deus pelos amigos que fez e a família que teve.          

VALDO FIGUEIREDO – Por Socorro Figueiredo
Nascido em Juazeiro do Norte - Ceará, filho de Raimundo Bento de Figueiredo e Felismina Pereira da Silva, casou-se com Maria Macedo do Nascimento Figueiredo, carinhosamente conhecida como Maroli, natural de Missão Nova. A união conjugal resultou numa prole de sete filhos: Edna Marta (empresária), José Rômulo (engenheiro e coronel do exército), Mariluce (professora), Maria Socorro (professora e empresária), Fernando Antônio (engenheiro), Francisco Evaldo (engenheiro) e Maria (os dois últimos falecidos). A descendência prossegue com 15 netos, 12 bisnetos e 1 tetraneto.   
Desde criança teve um comportamento exemplar que chamou a atenção dos seus professores, chegando ao conhecimento do Padre Cícero, o qual fez convite à sua mãe (que era sua afilhada) para educá-lo em colégio de outra cidade que oferecia melhores condições. No entanto, declinou do convite, justificando que precisava mandar com ele outro irmão, mas desse jeito o padre Cícero não concordou.
Dotado de bons princípios, passou a trabalhar ainda menino, com o propósito de ajudar a família numerosa de poucas condições. Tornou-se o principal provedor da família, papel que exerceu com todo amor. Inicialmente trabalhou com seu pai, que era portador de deficiência visual, auxiliando-o no trabalho como feirante. Depois trabalhou como aprendiz de sapateiro e finalmente na profissão (farmacêutico) que o tornou conhecido em Juazeiro, como balconista, gerente e sócio da Farmácia Brasil (Farmácia de Dr. Belém). Foram 32 anos de labuta diária naquela conceituada farmácia onde também funcionava um laboratório de manipulação de remédios. Habilitou-se para exercer a sua profissão, estudou muito e participando do Concurso para Oficial de Farmácia promovido pela Universidade Federal do Ceará, realizado em Fortaleza em 1951, foi classificado em 1º lugar, fato que teve excelente repercussão em Juazeiro.  Com isto, passou a ajudar muito mais os pobres que a ele recorria, para indicação de um remédio ou tratamento, já que existiam poucos médicos e nenhuma condição financeira destas pessoas. Foi um competente manipulador de remédios.

O empresário
Mas foi com o falecimento prematuro de um cunhado querido, (Luiz Pereira e Silva, mais conhecido como Lulu) que possuía um negócio com grandes perspectivas - "Lojas Credilar" - que a família o incentivou a adquiri-lo para garantir o patrimônio da cunhada Zeneida, uma vez que ela tinha uma família numerosa e não conseguiria alavancar o negócio, ainda muito novo e complexo. Sob seu comando a Lojas Credilar cresceu, multiplicou-se, sem ele, no entanto, deixar de pensar no progresso da sua cidade, pois era um visionário apaixonado. Participou de movimentos importantes, inclusive o que culminou com a instalação do Banco do Brasil em nossa cidade. Mas uma coisa que lhe trouxe muita satisfação foi ter contribuído decisivamente para a instalação de uma unidade do Clube de Diretores Lojistas (hoje Câmara de Dirigentes Lojistas) em Juazeiro do Norte, sendo seu primeiro presidente. Graças a sua excelente administração continuou na função por mais três mandatos, perfazendo um total de oito anos. 

Religioso
Devoto de Nossa Senhora das Dores, foi membro ativo da Congregação Mariana da Paróquia de Nossa Senhora das Dores.

Foto de Seu Valdo no quadro de formandos do Curso de Oficial de  Farmácia

O casal Valdo-Maroli

Conscientização contra o trabalho infantil será realizada durante a Romaria de Nossa Senhora das Dores

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e do Trabalho (Sedest), através do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), em parcerias com o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e Centro Pop, realizará um trabalho de abordagem e conscientização contra o trabalho infantil durante a Romaria de Nossa Senhora das Dores.

As atividades, que preveem a distribuição de panfletos e adesivos, realização de blitzes em semáforos do centro e uma tenda armada na Praça Padre Cícero, serão desenvolvidas nos dias nos dias 11, 12 e 13 desse mês, voltadas a romeiros, donos de bares e ambulantes que estão com filhos em situação de trabalho infantil. Estas acontecerão em lugares estratégicos da cidade, tais como: nas imediações das Igrejas dos Franciscanos, Salesianos, Socorro e Matriz, e ainda, do Centro de Apoio aos Romeiros.

sábado, 6 de setembro de 2014

Antes de retornar à Roma, cardeal João Braz de Aviz tem encontro com religiosos em Juazeiro do Norte

No último dia de visita à Diocese de Crato, 3 de setembro, o Cardeal Dom João Braz de Aviz, se reuniu às 9h, na Abadia Nossa Senhora  da Vitória, em Juazeiro do Norte, em companhia do Bispo Diocesano, Dom Fernando Panico com  dezenas de representantes dos Institutos Religiosos presentes nesta Diocese. Ele tratou de assuntos relacionados a caminhada da vida consagrada nesta região e no mundo.

Na oportunidade, o Cardeal partilhou sua experiência como prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica no Vaticano, falando do compromisso exigido para se assumir a missão de religioso e religiosa na atualidade. Uma das maiores preocupações apresentada por ele, é a crise de escassez vocacional no âmbito religioso presente na Europa, onde conventos estão sendo fechados por falta de vocações. Outro dado preocupante levantado pelo Cardeal Dom João Braz de Aviz  é a dificuldade dos novos institutos religiosos não possuírem permanência na fixação do seus  carismas, sendo que uma porcentagem em torno de 30% não conseguem progredir, “às vezes devido à própria imaturidade de seus fundadores”, falou o Cardeal.

A situação na vida consagrada exige, portanto, um comprometimento de vida e de anúncio àquele que realmente se deve mostrar, Jesus Cristo, propondo um ideal de vida onde se possa ser feliz, na doação e amor. “Não construir uma igreja de casca, onde se fala uma coisa e vive outra, mas sim uma igreja de verdade em tudo”, disse o Cardeal.

Ir. Annette Dumoulin, da Congregação de Nossa Senhora da Ordem das Cônegas de Santo Agostinho, entregando ao Cardeal Dom João Braz de Aviz, encomenda sobre o Pe. Cícero Romão Batista para ser entregue ao Papa Francisco. (Foto: Patrícia Silva)

Os (as) representantes puderam fazer perguntas e expressarem seus posicionamentos diante de algumas realidades presentes na Diocese, como a Ir. Annette Dumoulin, da Congregação de Nossa Senhora, da Ordem das Cônegas de Santo Agostinho, que questionou o por quê da Santa Sé ainda não ter reabilitado o Pe. Cícero Romão Batista, que atrai milhares de romeiros a Juazeiro do Norte em uma devoção popular que movimenta e fortalece a fé do povo. Na na oportunidade, a irmã Annette entregou um material, sobre o Pe. Cícero, para que o Cardeal entregue ao Papa Francisco. Dom João explicou que a unidade na defesa desta causa, por parte de toda Diocese, se faz necessário e que o Santo Papa está olhando com a atenção os casos de santidade que se encontram no Vaticano.

Ainda sobre a vida consagrada Dom João disse que para a vivência nesta vocação se faz necessário um constante trabalho ligado com três objetivos: olhar para o passado com gratidão, olhar para o futuro com esperança e viver o presente com paixão. “A igreja não pode ficar sem os consagrados. Vocês não podem ter medo, deixemos nossas inseguranças de lado e fixemos o nosso olhar naquele que disse que vai estar conosco em todos os tempos, Jesus. Se deixem envolver pela paixão primeira, lembrem- se do dia em que Deus as (os) chamou e escolheu. Deixem se tornarem verdadeiros seguidores (as) de Jesus, vivendo a palavra de Deus, discípulos juntos com outros discípulos. Não podemos olhar só para o nosso umbigo, temos que andar em comunhão também com as outras congregações, pois somos uma só igreja, membros de um corpo cuja cabeça é Cristo”, afirmou.

Sobre a realidade atual o Cardeal disse que na vida do religioso(a) se faz necessário ouvir a cultura de hoje para conhecer o homem e a mulher da modernidade, abrindo as portas da igreja não para que o povo entre, mas para que eles saiam e possam ir ao encontro com o povo. Tendo a convivência como um dos fatores problema dentro da congregação, o Cardeal instigou a todos a viver a correção fraterna, lembrando que para se corrigir um irmão o consagrado tem que estar disposto a dar a vida por ele.

Dom Fernando Panico e o Cardeal Dom João Braz de Aviz. (Foto: Patrícia Silva)

Na reunião ainda foi falado sobre o ano da vida consagrada declarado pelo Papa Francisco, que será vivenciado em 2015, com publicações de documentos que ajudem os religiosos e as religiosas a se fortalecerem na vocação.

Para a Irmã Auzenira dos Santos, Congregação das Irmãs Medianeiras da Paz, presidente da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) na Diocese de Crato, a visita do cardeal no centenário da Diocese foi muito importante porque anima a fé de todo o povo romeiro e missionário. “É um crescimento, valorização, graça de Deus para nós enquanto religiosos e religiosas termos este momento com a presença do representante do Papa. Tão importante que depois deste encontro nós vamos elaborar um documento relatando esta experiência, para ficar arquivado em nossa Diocese e também encaminhado ao Vaticano para Congregação dos Institutos de Vida Religiosa, a qual o Cardeal Dom João conduz tão bem. Nos sentimos realizadas e fortificadas com esta reunião”, afirmou.

Este encontro em Juazeiro do Norte concluiu a agenda do Cardeal Dom João Aviz programada para a Diocese de Crato. A tarde ele retornou para o Vaticano retomando, nesta 5ª feira, 04,  suas atividades, junto ao Papa Francisco. (Texto e fotos de  Patrícia Silva)



quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Cardeal visita túmulo de Padre Cícero

Ao final da manhã de 02 de setembro último, o cardeal Dom João Braz de Aviz – Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica, um dos órgãos de maior importância do Vaticano – ajoelhou-se em frente ao túmulo do Padre Cícero Romão Batista, localizado na Capela do Socorro. Sua Eminência veio acompanhado do bispo de Crato, dom Fernando Panico, e dos demais bispos das dioceses do Estado do Ceará.  O cardeal Dom João Braz de Aviz, já tinha estado anonimamente em Juazeiro do Norte, em companhia de familiares, há três anos, quando ainda era o arcebispo da capital brasileiro. Naquela época ele veio conhecer o fenômeno das romarias e a devoção ao Pe. Cícero. (Armando Rafael)
Fotos de Patrícia Silva, da Assessoria de Imprensa da Diocese de Crato





sexta-feira, 29 de agosto de 2014

“Invasão linguística!” - Por Paulo Leonardo Celestino

            O Cariri sempre foi uma região bastante autêntica, com seus próprios costumes, com sua própria cultura. Apesar de sermos cearenses, às vezes fica a sensação de morarmos em outro estado, pois até o nosso sotaque é diferente do linguajar das áreas próximas ao litoral. Ou pelo menos era diferente!
            Nos últimos anos, nossa região tem se tornado bem mais cosmopolita. Juazeiro do Norte, por exemplo, cuja população já era formada em boa parcela por famílias vindas do interior de estados vizinhos nordestinos, agora também atrai muitos profissionais da capital cearense e até do Sul e Sudeste, todos em busca das novas oportunidades surgidas pelo recente crescimento econômico. Além de sua valorosa  contribuição intelectual, estes novos moradores também trazem consigo o seu sotaque, o qual foi incorporado por alguns juazeirenses e hoje já existe uma verdadeira mistura quanto ao modo de falar.
            Eu mesmo testemunho diariamente esta mistura. Quando vou deixar meu filho em sua escola, vou cumprimentando nos corredores pais e professores com o tradicional “bom dia”. Para a resposta ouço “bom djia”; assim, com o chiado das consoantes “d” e “t” peculiares da capital cearense e Sudeste do país. E não termina por aí: lá a borracha não é mais “de Pedro”, é “do Pedro”, com o artigo antes do nome próprio sem este ser especificado.
            Realizada a primeira parte de minha rotina diária, em pouco menos de 30min já estou no Posto de Saúde onde trabalho. Já neste ambiente, com pessoas que não mantém muito contato com o falar da capital, o “bom dia” volta a ser pronunciado do jeito que eu falo, sem chiado. E o remédio não será para a Maria, será de Maria.
            Interessantes estes micro-universos dentro de uma própria cidade e a própria dinâmica da linguagem. Quem falará melhor, os que incorporaram o modo de falar propagado pelas mídias ou os que preservaram o sotaque tradicional caririense? E no futuro próximo, haverá uma mudança total do sotaque local com as próximas gerações?