terça-feira, 18 de janeiro de 2022

Assembleia geral na Sede da SISEMJUN com servidores da saude


 O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro do Norte, realiza Assembleia Geral Extraordinária com todos os Servidores da Saúde em Greve, com início às 09h, em frente à Sede do SISEMJUN, para deliberar sobre a seguinte pauta:

1) Informes Gerais;
2) Suspensão da Greve com Paralisação Parcial das Atividades por Prazo Indeterminado, âmbito da Saúde Pública;
3) Encaminhamentos;


ASCOM SISEMJUN - suspensa a greve e continuidade nas negociações

segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

108 anos de eternidade da Beata Maria de Araujo - A Beata do Milagre em Juazeiro

 Onde se encontram seus restos mortais ?




Porque nao fazemos justiça à sua memória e sua história que também é nossa ?

Porque alguem pobre, preta, analfabeta, tao humilde foi tao perseguida?

Juazeiro de hoje, deve ao Juazeiro de ontem essa resposta.



Hoje mais uma vez alguns de seus devotos e defensores rezaram um terço no seu simbólico túmulo 




Existiu há mais de 100 anos, nas terras do Cariri, na Fazenda Tabuleiro Grande, depois cidade de Juazeiro do Norte, uma mulher pobre, negra, costureira, analfabeta que foi escolhida por Deus como instrumento para que Ele se manifestasse. Quando essa mulher, Beata Maria de Araújo, comungava, a hóstia se transformava em sangue na sua boca. Isso aconteceu pela primeira vez no dia 1º de março de 1889. Era Quaresma e o fenômeno acontecia , no dizer do Padre Cícero ao Bispo Dom Joaquim, principalmente às quartas e sextas-feiras de cada semana, no sábado da Paixão e depois, passou a ser diário até a Ascensão do Senhor. Nessas alturas, Juazeiro já era uma aluvião de gente, de todo o Nordeste, querendo “adorar o Precioso Sangue”. 
 

Antes do sangramento da hóstia, no entanto, está Beata já apresentava outros fenômenos místicos. Monsenhor Monteiro, reitor do Seminário do Crato, nos conta que ele e o padre Quintino, depois Dom Quintino, primeiro bispo da Diocese de Crato, iam a Juazeiro do Norte para meditar com a Beata sobre a Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo e durante essas meditações o corpo da Beata sangrava. Sim , porque ela tinha também os estigmas da Paixão de Cristo impresso em suas mãos, pés e frontes. A marca dos pregos, nas mãos e nos pés e a coroa de espinhos na fronte. A marca no peito apareceu mais tarde.

Como uma verdadeira místicas, ela também conversava com Jesus e Ele lhe disse em várias ocasiões que tudo aquilo estava acontecendo porque queria transformar Juazeiro num “lugar de Salvação para as almas”.

E é exatamente isso que Juazeiro do Padre Cícero se tornou: um lugar de salvação. Cada uma de vocês romeiros e romeiras, podem contar uma história de salvação, de benção de Deus, que aconteceu nestas terras ou por conta da fé em Padre Cícero e na Mãe das Dores.

Uma menina pobre que cresceu tendo como diretor espiritual o Padre Cícero e que foi escolhida por Deus para um grande milagre que mudou a história religiosa do Nordeste brasileiro. Não se pode, hoje, falar em religião no Nordeste, sem lembrar do Juazeiro do Padre Cícero e da Mãe das Dores. E tudo começou com Deus querendo fazer um carinho no povo nordestino: transformar Juazeiro, pelo seu sangue aqui derramado na boca da Beata Maria de Araújo, em lugar de salvação para todos os que quiseram se converter.

Por Maria do Carmo Pagan Forti - Psicóloga 

Caririense Marcos Vinicius é confirmado no elenco do reality global BBB 22

  Confirmado no elenco do reality global BBB 22 , Cratense Marcos Vinicius já supera 1 milhão de seguidores em menos de 24h

Foi confirmado nesta sexta-feira (14), o elenco do Big Brother Brasil 22, onde foi divulgado o nome do caririense Marcos Vinicius, de 23 anos. Natural de Crato, ele é formando em Direito pelai-vos Centro Universitário Dr. Leão Sampaio (Unileão), e é conhecido por ser o “influencer” de baixa renda, e inicialmente com  300 mil seguidores no Instagram, neste momento , já ultrapassa 1 milhºao de seguidores 


“Onde eu chego, já estou chamando atenção de todo mundo”, disse ele. Vinicius ainda deixou claro que só sai da festa se for carregado no caminhão do lixo! Vamos ver a performance do nosso conterrâneo na casa mais vigiada do Brasil!

fonte: site badalo / gazeta do cariri  imagens da Globo e midia social 


sábado, 15 de janeiro de 2022

Ceará mais que triplica número de novos casos de Covid-19; Cariri tem aumento de 22,8%

 Ceará mais que triplica número de novos casos de Covid-19 

Ceará mais do que triplica número de novos casos de Covid-19 em duas semanas. Todas as regiões de saúde do Estado apresentaram aumento de casos nas Semanas Epidemiológicas 52/01 (de 26 de dezembro de 2021 a 8 de janeiro de 2022).

As informações são do último boletim epidemiológico do coronavírus do Ceará publicado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) nesta sexta-feira (14). Os dados das duas semanas foram comparados com os números das semanas 49/50/51, de 2021.

Normalmente, a análise compara dois intervalos de mesmo período. Conforme a assessoria da Sesa, alteração na comparação deste boletim em específico se deu do por causa do “apagão de dados” do Ministério da Saúde.

Veja números em cada região:

  • Fortaleza: 5.073 casos novos (aumento de 49,3%) e 15 óbitos (aumento de 66,7%);
  • Norte: 322 casos (aumento de 168,3%) e 1 óbito (manteve);
  • Cariri: 302 casos (aumento de 22,8%) e 7 óbitos (redução de 30,0%);
  • Litoral Leste: 234 casos (aumento de 310,5%) e 2 óbitos;
  • Sertão Central: 313 casos (aumento de 538,8%) e 3 óbitos.

Neste ano, até o dia 8, foram confirmados 27 óbitos por Covid-19 em residentes no Estado. Os óbitos
ocorreram em sua maioria, em pessoas de 60 anos ou mais (61,5%), no sexo masculino (70,4%), em pacientes que apresentavam doenças crônicas pré-existentes (85,2%). Do dia 1º ao dia 8, foram descartados cinco óbitos suspeitos de Covid-19 e um permanece em investigação.

Com relação aos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), na primeira semana de janeiro foram notificados 605 casos no SIVEP-Gripe. Destes, 125 (20,7%) foram Covid-19, 34 (5,6%) foram confirmados para Influenza, 52 (8,6%) não especificado e 393 (65,1%) continuam em investigação, segundo o boletim.

fonte www.badalo.com.br/featured/ceara-mais-que-triplica-numero-de-novos-casos-de-covid-19-cariri-tem-aumento-de-228/ 

quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Bispo eleito da Diocese do Crato emite carta ao seu novo rebanho

 

Bispo eleito da Diocese do Crato emite carta ao seu novo rebanho

Recém nomeado para o governo pastoral da Diocese de Crato como novo bispo, Dom Magnus Henrique Lopes (OFMCap) emitiu uma carta para o seu novo rebanho. Convicto de que o Senhor o escolheu para assumir este novo rebanho, e respondendo com humildade o pedido do Santo Padre, o Papa Francisco, em sua carta, o novo bispo da Diocese de Crato pede a oração de todos os homens e mulheres desta porção do Povo de Deus a ele confiado, rogando a proteção e o amparo de Nossa Senhora da Penha e de São Francisco de Assis.

Clique aqui e tenha acesso a Carta completa: CARTA_DIOCESE DO CRATO_Chegada_Dom Magnus_Jan_2022

 

Reverendíssimo Padre José Vicente e demais Sacerdotes, Diáconos, Religiosas e Religiosos, demais Consagradas e Consagrados. Seminaristas, Agentes de Pastorais, Movimentos e Associações, Catequistas, Leigas e Leigos, e todo o “Povo de Deus” da nossa Diocese do Crato. 
Excelentíssimas autoridades constituídas. 

Paz e Bem!

 Animado pela convicção de que Cristo é Senhor de minha vida e meu Ministério, proponho-me, uma vez mais, a testemunhar as palavras de Paulo apóstolo por mim adotadas como lema episcopal “tudo posso naquele que me fortalece” (Fl. 4,13), e, assim, venho me prostrar diante de Deus e da Mãe Igreja para acolher com humildade, responsabilidade e disponibilidade a missão que ora me é confiada – para pastorear esta Diocese do Crato – CE.

 Rogo à Nossa Senhora da Penha, ao seráfico Pai São Francisco de Assis e a todos vocês, para que por mim intercedam junto ao Pai para que Ele nos conceda as graças necessárias para conduzir com sabedoria, disponibilidade, firme compaixão e ternura, esta porção amada do povo de Deus.

 Convicto de que “o Senhor me escolheu porque não viu entre os pecadores nenhum mais vil nem mais insuficiente do que eu” (São Francisco de Assis), entrego-me à Divina Misericórdia e sigo, com os olhos fixos no Cristo, nosso justo e Bom Pastor, a fim de perseguir a vontade d’Ele para minha vida.

 Neste momento de singular importância, em que vos falo pela primeira vez como Bispo nomeado desta Igreja particular do Crato, quero expressar a minha admiração e gratidão a todos pela doação a esta Igreja centenária. Minhas orações para que Deus continue concedendo a unidade, a força e a perseverança no santo serviço – essenciais ao Amor. 

Alegro-me nos meus irmãos Franciscanos Capuchinhos pelo testemunho e presença histórica e evangelizadora neste solo, desde os idos de 1741, quando aqui se pode ver pela primeira vez o burel capuchinho. Como são insondáveis os desígnios de Deus!

 Insondáveis ao ponto de me alegrar pela desadornada certeza de que aqui – onde outrora foi edificada uma simples capelinha consagrada ao Deus Uno e Trino, sob a proteção de Nossa Senhora da Penha e de São Fidelis de Sigmaringa e que, um dia, veio a tornar-se a Igreja Mãe, A Sé Catedral –, chegaria um frade capuchinho, oriundo da Província Nossa Senhora da Penha do Nordeste do Brasil, para continuar servindo ao povo de Deus com a mística franciscana, que fora meu primeiro chamado.

 Com a simplicidade do seráfico Pai e a humildade da Mãe que tão concretamente se fez serva por amor, buscaremos, com a graça de Deus, juntamente com todo o Presbitério, Diáconos, com a Vida Religiosa e a ajuda de todo o laicato, dar continuidade ao grande trabalho até aqui realizado pelos meus antecessores.

 É preciso lembrar sempre que o Papa Francisco nos conclama a ser uma Igreja Sinodal; uma Igreja que escuta e acolhe para melhor se fazer presente nas dores do mundo, levando Jesus Cristo como o centro da nossa missão, pois, “o caminho da sinodalidade é o caminho que Deus espera da Igreja do terceiro milênio.” Assim nos principiou e continuar a motivar o Santo Padre, e é neste espírito que precisamos trilhar nossos caminhos. 

No espírito de diálogo, comunhão e serviço, temos a certeza amorosa que contaremos sempre com a presença de todos. De modo especial, com a dos Padres, a quem ouso, desde já, chamar de meus filhos pela fé.  Peço, humildemente, para que possamos dar continuidade à missão de uma Igreja comprometida com a grandeza do Evangelho e sensível aos desafios dos tempos hodiernos, pois, o sopro do Espírito sempre acendeu as brasas do nosso coração e da missão, que, mesmo com uma chama tênue, homem algum jamais conseguiu arrefecê-la: eis a essencialidade e a riqueza do acolhimento ao sopro do Espírito, aonde O for.

 Neste cenário em que estamos vivendo no mundo, emoldurado pelos lutos, sofrimentos, dores, perdas e incontáveis sequelas sociais, são imprescindíveis a oração e a caridade, pois nenhuma dor poderá, e nem deverá, ser vivida no isolamento e no indiferentismo, é preciso “ternura de mãos se encontrando”, estendendo-se. E, por isso, peço-vos que rezeis e, na medida do possível medir, que sejais caridosos para com todos aqueles que se acercarem de vós. 

Sabemos que a Eucaristia que celebramos nos une, fortalece e nos impulsiona a caminhar em direção ao outro, conduzindo nosso coração para o despertar em nós o samaritano e o cireneu, que por diversos motivos, deixamos adormecidos dentro de nós e, somente com o acender das luzes do Espírito, são capazes de despertar e se colocarem a servir.

 Uma Palavra afetiva, alegre e cheia de esperança aos Romeiros, Devotos da Mãe das Dores – homens e mulheres de Fé! –, provados nos sóis das injustiças e perseverantes na luz do Sol invicto que é Jesus. Sentivos acolhidos e amados por este servo que Deus escolheu para (em comunhão) pastorear a Igreja do Crato.

 Sou cônscio que neste solo sagrado, sentir-me-ei em casa, no meio do meu povo corajoso, cheio de esperança e de fé; povo provado no cadinho das labutas diárias, com o que me identifico, sobretudo por ter minha origem no sertão norte-rio-grandense, especificamente em Assú, na terra da bemaventurada Irmã Lindalva, morando há 11 (onze) anos na vizinha Diocese de Salgueiro, e sendo um cristão católico que sempre peregrinou por estas terras sagradas, a fim de levar e encontrar misericórdia. 

Grandes homens e mulheres plantaram neste torrão a força transformadora do Evangelho e da Fé. Muitos ficaram no anonimato e outros são lembrados na memória afetiva como um sinal de Deus. Minha alegria é saber que venho rezar e caminhar nas terras do Padre Cícero (“Meu Padim!”), e da serva de Deus Benigna, que, em suas vidas, tanto testemunharam sobre as coisas do alto. Eis o caminho para todos nós como Igreja: a santidade nas pequenas lutas diárias, passo a passo, a cada recomeço com mais Amor e Misericórdia! 

 Conto com as vossas orações para que o bom Deus, que me chamou a conduzir seu rebanho nesta querida Diocese do Crato, conceda-me sabedoria, caridade, misericórdia e firmeza necessárias a fim de que possa bem pastoreá-la (e, assim, também encontre tudo isso para comigo), tendo a alma repleta de sentimentos de ternura e afeto no agir de pastor, impulsionado pela fidelidade, coragem e disponibilidade de Nossa Senhora, sem esquecer jamais o vigor, a perseverança e a brandura de Francisco de Assis, que, sempre disposto a recomeçar, reconhecia que pouco ou nada havia feito, porque infatigável era o seu desejo de busca da santidade – fazer o que Deus quer.

 Derrame o Deus da Misericórdia, sobre todos vós, infindas bênçãos, guardando-vos de todo o mal, hoje e sempre. Na esperança e na alegria do encontro, trago os meus votos de Paz e Bem!

 Salgueiro – PE, 12 de janeiro de 2022. 

Dom Magnus Henrique Lopes,OFMCap. 
 Bispo eleito da Diocese do Crato.

Dom Magnus Henrique é nomeado Bispo da Diocese de Crato (CE)

 

Dom Magnus Henrique é nomeado Bispo da Diocese de Crato (CE)



O Papa Francisco nomeou, nesta quarta-feira, 12, dom Magnus Henrique Lopes como novo bispo da diocese de Crato, no Ceará, transferindo-o da diocese de Salgueiro (PE). O prelado assumirá o governo pastoral da diocese que está vacante desde a nomeação de dom Gilberto Pastana Oliveira para a arquidiocese de São Luís do Maranhão.

Nascido no dia 31 de julho de 1965, em Assu (RN), dom Magnus é filho de João Gregório Lopes e Maria do Carmo Lopes (in memoriam). Com 21 anos ingressou na Ordem dos Frades Menores Capuchinhos. Sua profissão religiosa foi feita em 19 de março de 1992, no Convento Santo Antônio, em Natal (RN). Foi ordenado diácono a 25 de março de 1996, por dom Antonio Soares Costa, na Basílica de Nossa Senhora da Penha, em Recife (PE), e ordenado presbítero em 21 de dezembro de 1996 pelo mesmo bispo, na cidade de Assu. No dia 16 de junho de 2010 foi nomeado primeiro bispo da diocese de Salgueiro. Foi ordenado bispo na Catedral de Nossa Senhora da Apresentação, em Natal, em 17 de setembro de 2010, por dom Luís Gonzaga Silva Pepeu, OFMCap., então arcebispo de Vitória da Conquista (BA).

Escolheu por lema episcopal “Tudo posso naquele que me fortalece” (Fl 4,13). A posse na diocese pernambucana foi no dia 12 de outubro de 2010, na mesma Celebração Eucarística em que a diocese foi instalada, sob a presidência do então núncio apostólico no Brasil, dom Lorenzo Baldisseri.

Além da formação em Filosofia e Teologia, dom Magnus cursou Parapsicologia e Religião, Psicologia, Especialização em Psicologia Clínica Hospitalar, Teologia Moral, entre outras formações de curta duração.

Antes do episcopado, atuou como animador vocacional, mestre de postulantes, ecônomo, vigário paroquial e vigário da Fraternidade Capuchinha, definidor provincial, ministro provincial e vice-presidente da Conferência dos Capuchinhos do Brasil – CCB (2001-2007). Também desempenhou a função de guardião e ecônomo do Convento Santo Antônio, em Natal, além de diretor espiritual de diversos grupos, movimentos e pastorais.

No Regional Nordeste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Magnus foi bispo referencial para a missão e representante do mesmo Regional no Conselho Permanente da CNBB.

 

Fonte: https://www.cnbb.org.br/

terça-feira, 11 de janeiro de 2022

Dar acesso :Chegar junto . Essa é a ideia da Rural da Vacina em Missão Velha .

 A idealização da Rural da vacina deve ser replicada em todo interior. É uma ideia de acessibilidade àqueles que moram longe do centro urbano e apresentam dificuldades , sejam motoras , sejam financeiras, ou outras, de se deslocar para se vacinarem. 

Reforço na vacinação contra a COVID 

No enfrentamento destas questões uma ideia deve ser replicada . " A Rural da Vacina " que percorre  a zona rural da cidade de Missão Velha , demonstra o compromisso de fazer chegar a todos a possibilidade da prevenção. Num país tão extenso territorialmente , com populações em áres rurais, ribeirinhas, quilombolas, faz-se necessário alternativas preventivas que resgarde o serviço de saúde e a saúde de toda população.  

Na cidade do Crato também já se apresenta nos bairros o carro da vacina, com som volante que conclama a população para um compromisso coletivo. Cumprir sua responsabilidade com o coletivo é direito individual, mas dever público. Juntos ultrapassaremos esse momento que já foi pademico do COVID desde março 2020, mas que se desdobra em suas variantes ainda neste ano de 2022 que se inicia.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

Marcelo Fraga recebe título de Cidadão Juazeirense

 Na noite deste dia 10 de janeiro , no hall do Memorial Padre Cícero aconteceu a entrega do titulo de cidadania de Juazeiro ao jornalista Marcelo Fraga 

 Marcelo iniciou a vida no Juazeiro trazendo as relíquias da Irmã Dulce, hoje santa do Brasil  e sendo acolhido aqui pelo Mons. Murilo para realizar uma exposição. Foi um dos primeiros apresentadores da Tv Verde Vale e também criador do programa Multimídia. Entre outros trabalhos aqui em juazeiro foi presidente do Memorial Padre Cicero. Foi idealizador e curador da exposição Intinerante Padre Cicero que circulou por todo Nordeste.

A Vereadora Jacqueline Gouveia no momento da entrega do Titulo de Cidadão juazeirense ao jornalista e pesquisador sobre o Padre Cicero  Marcelo Fraga 

Marcelo recebendo o premio do Multimidia 



Recepcionados e como mestre de cerimonia a professora Tereza Siqueira que é presidente  do Memorial Padre Cicero. Representando a Camara Municipal a nossa edil Jaqueline Gouveia , compondo a mesa Dr. Wilton Almeida administrador da Tv Verde Vale, o Secretário de romaria ,  a empresária Awany Landim e Carlos administrador da Camara Municipal.

Atualmente na cidade do Rio de Janeiro exercendo uma direção na área de cultura , amplia o olhar para o Nordeste e lança luzes sob nossa cultura popular , primeiramente informatizando inumeros títulos do cordel , trabalhando a história do forró , entre outras expressões. Hoje como cidadão juazeirense nos conta de seu ultimo projeto com o professor Daniel Walker ( in memorian) quando descobriu que o Padre Cicero tinha parentes e estado em Niteroi quando da sua viagem a Roma.

Buscou a familia e gravou e registrou todo o percurso do Padre Cicero em Niteroi. Marcelo Fraga continua com um grande trabalho divulgando a cultura e tendo editado alguns livros sobre a História do Padre Cicero e Juazeiro. 

Marcelo recebeu das mãos da amiga e administradora do Portal de Juazeiro a professora Pautilia Ferraz imagens dos pais de Padre Cícero Dona Quinô e Sr. Joaquim 

também presente a miss



                                                                       Influencer do Cariri   thiagocosmoof    


Abertura do campeonato Cearense serie A : Crato 1 x 0 Icasa no Inaldão em Barbalha

 


O Crato venceu o Icasa no clássico do Cariri na abertura do Campeonato Cearense série A de 2022. A partida aconteceu no estádio Lirio Calou, o Inaldão, em Barbalha na tarde do último domingo (9). O zagueiro Mayron, do azulão, marcou o único gol da partida.

O jogo começou com o Icasa em cima. Com o estádio com quase 100% dos torcedores presentes favoráveis ao alviverde o time viu a necessidade de ir pra cima logo nosminutos iniciais, porém as tentativas não obtiveram êxito. Em seguida o Crato conseguiu equilibrar o jogo e a primeira etapa terminou empatada em 0 a 0.

Para o segundo tempo, Lamar voltou com duas modificações, colocou o atacante Neto e o meia Artuzinho na lateral esquerda. As mudanças surtiram o efeito necessário e o azulão conseguiu mais velocidade e as melhores chances de abrir o placar. Em duas oportunidades o atacante cratense Dagson chutou cruzado e a bola passou muito próximo de entrar. O gol do azulão só veio aos 43′, após cobrança de escanteio por Edinho e uma cabeçada certeira do zagueiro Mayron. 1 a 0 Crato. Depois do gol do azulão, o Icasa ainda teve uma boa chance com Anderson Cachorrão, que finalizou bem de fora da área, mas o goleiro André fez grande defesa.

As duas equipes voltarão a campo na próxima quarta (12). O azulão provavelmente jogará no Mirandão, e receberá o Maracanã, às 15h. Se o estádio em Crato não for liberado, a partida acontecerá no Inaldão, em Barbalha. Já o Icasa, vai em busca da reabilitação contra o Atlético, às 15h, no Domingão.

Ao final da partida, o técnico cratense, Lamar Lima, conversou com a reportagem do Badalo. Ele fez uma avaliação do jogo e uma projeção para os dois próximos jogos, que o Crato jogará em casa.

fonte:www.badalo.com.br/featured/crato-vence-icasa-na-abertura-do-cearense-serie-a/

quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

Hoje é dia de Santos Reis

 Celebrado no dia 6 de janeiro, o Dia de Reis é popularmente conhecido como o momento em que se encerram as celebrações natalinas . A data traz  uma série de significados e é comemorada das mais diversas maneiras ao redor do mundo. Conheça um pouco mais sobre a festividade.

No calendário cristão, o Dia de Reis marca o momento que três reis magos do Oriente foram visitar o recém-nascido Jesus Cristo. Significa " A REVELAÇÃO ou chegada , confirmação de que Jesus teria chegado.

Folia de Reis , traz os grupos culturais de foliões, reizados, lapinhas , fantasias com muito colorido, mestres, contra mestres, bandas cabaçais  que visitam os locais que expoõe um presépio em seu terreiro, nas ruas, na sala do santo , nas praças. 

 Em Juazeiro , "A Roma dos Pobres"  é tempo de Romaria  dos Reis  e vários romeiros se fazem presentes na cidade, visitando o Roteiro da Fé  e a região do Cariri. Essa visitação se extende no dia de São Sebastião,  até completar o Ciclo de Romarias em 02 de fevereiro - Dia de Nossa Senhora das Candeias  e dafamosa Procissão das Velas. Neste momento ainda consequencia da Pandmia, ainda se prevê distanciamento social recomendado em todo mundo. 

JUAZEIRO É PALCO DE MAIS UMA ROMARIA  DOS REIS 

Romeiros de Limoeiro de Anadia ( 25 ônibus) assistindo missa na Igrejade Bom Jesus do Horto em 05/01
Reisados saúdam o menino Deus 










Após 30 anos o CCAA encerra suas atividades em Juazeiro do Norte

 


Ceará aprova aplicação de vacina Pfizer sem prescrição médica em crianças de 5 a 11 anosVacinação de crianças no Ceará,

 

Crianças de 5 a 11 anos poderão ser vacinadas contra Covid sem prescrição médica, diz Sesa

Imunização vai demandar cadastro prévio na plataforma Saúde Digital, conforme decisão aprovada nesta terça-feira (4) Vacinação de crianças no Ceará, 


O Governo do Ceará anunciou nesta terça-feira (4) que foi aprovada a vacinação contra Covid-19 sem prescrição médica em todas as crianças com idades entre 5 e 11 anos do estado. De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), a decisão levou em conta a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O imunizante que deve ser aplicado na população desta faixa etária é o da Pfizer/BioNtech. Saiba como identificar a vacina correta para crianças e como fazer o cadastroAs doses pediátricas da vacina devem chegar ao Ceará na segunda quinzena deste mês, segundo informou o governador Camilo Santana.
fonte

quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

Lya Luft, no livro “Em outras palavras”. Rio de Janeiro: Record, 2011.

 Somos uma geração perplexa, somos uma geração insegura, somos uma geração aflita — mas, como tudo tem seu lado bom, somos uma geração questionadora.

O que existe por aí não nos satisfaz. Sofremos com a falta de uma espinha dorsal mais firme que nos sustente, com a desmoralização generalizada que contamina velhos e jovens, com uma baixa auto-estima e descaso que, penso eu, transpareceram em nossa equipe de futebol na Copa do Mundo.

Algum remédio deve ser buscado na realidade, sem desprezar a força da imaginação e a raiz das tradições — até no trato com as crianças.

Uma duradoura influência em minha vida, meu trabalho e arte, foram os contos de fadas: antiquíssimas histórias populares revistas e divulgadas por Andersen e pelos Irmãos Grimm, para povoar e enriquecer alma de milhões de crianças — e adultos. Esses relatos, plenos de fantasia, falam de realidades e mitos arcaicos que transcendem linguagem, raça e geografia, e nos revelam.

Nessa literatura infantil reúnem-se dois elementos que me apaixonam: o belo e o sinistro. Ela abre, através da imaginação, olhos e medos para a vida real, tecida de momentos bons e ameaças sinistras, experiências divertidas e outras dolorosas — também na infância.

Na realidade, nem sempre os fortes vencem e os frágeis são anulados: a força da inteligência de pessoas, grupos, ou povos ditos “fracos”, inúmeras vezes derrota a brutalidade dos “fortes” menos iluminados. Porém o mal existe, a perversão existe, atualmente a impunidade reina neste país nosso, confundindo critérios que antes nos orientavam. Cabe à família, à escola, e a qualquer pessoa bem intencionada, reinstaurar alguns fundamentos de vida e instaurar novos.

Não vejo isso em certa — não generalizada — tendência para uma educação imbecilizante de nossas crianças, segundo a qual só se deve aprender brincando, a escola passou a ser quase um pátio tumultuado, e a falta de respeito reproduz o que acontece tanto em casa quanto em alguns altos escalões do país.

Essa mesma corrente de pensamento quer mutilar histórias infantis arcaicas como a do Chapeuzinho Vermelho: agora o Lobo acaba amigo da Vovó… e nada de devorar a velha, nada de abrir a barriga da fera e retirá-la outra vez. Tudo numa boa, todos na mais santa paz, tudo de brincadeirinha — como não é assim a vida.

Modificam-se textos de cantigas como “Atirei o pau no gato”, transformando-a em um ridículo “Não atire o pau no gato” e outras bobajadas, porque o gato é bonzinho e nós devemos ser idem, no mais detestável politicamente correto que já vi.

O mundo não é assim. Coisas más e assustadoras acontecem, por isso nossas crianças e jovens devem ser preparados para a realidade. Não com pessimismo ou cinismo, mas com a força de um otimismo lúcido.

Medo faz parte de existir, e de pensar. Não precisa ser terror da violência doméstica, física ou verbal, ou da violência nas ruas — mas o medo natural e saudável que nos faz cautelosos, pois nem todo mundo é bonzinho, adultos e mesmo crianças podem ser maus, nem todos os líderes são modelos de dignidade. Uma dose de realismo no trato com crianças ajudará a lhes dar o necessário discernimento, habilidade para perceber o positivo e o negativo, e escolher melhor.

Temos muitos adolescentes infantilizados pelo excesso de proteção paterna ou pela sua omissão, na gravíssima crise de autoridade que nos assola; temos jovens adultos incapazes porque quase nada lhes foi exigido, nem na escola, nem em casa. Talvez tenha lhes faltado a essencial atenção e interesse dos pais, na onda de “tudo numa boa”.

Dar a volta por cima significará mudar algumas posturas e opções, exigir mais de nós mesmos e de nossos filhos, de professores e alunos, dos governos, das instituições. Ou vamos transformar as novas gerações em fracotes despreparados, vítimas fáceis das armadilhas que espreitam de todos os lados, no meio do honrado e do amoroso — que também existem e precisam se multiplicar.

©Vincent Bourilhon

Não prego desconfiança básica, mas uma perspectiva menos alienada: duendes de pesadelo aparecem em nosso cotidiano. Nem todos os amigos, vizinhos, parentes, professores ou autoridades nos amam e nos protegem. Nem todos são boas pessoas, nem todos são preparados para sua função, nem todos são saudáveis.

Para construir de forma mais positiva nossa vida, é preciso, repito, dispor da melhor das armas, que temos de conquistar sozinhos, duramente, quando não a recebemos em casa nem na escola: discernimento. Capacidade de analisar, argumentar, e escolher para nosso bem — o que nem sempre significa comodidade ou sucesso fácil.

Quem ama, cuida: de si mesmo, da família, da comunidade, do país — pode ser difícil, mas é de uma assustadora simplicidade, e não vejo outro caminho.

— Lya Luft, no livro “Em outras palavras”. Rio de Janeiro: Record, 2011.

saiba com se prevenir da Influenza , covid e gripes

 






fonte: SESAceará