quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Diácono Aureliano de Sousa Gondim será ordenado presbítero amanhã


Em cerimônia a ser realizada amanhã, 4 de agosto de 2012, na Catedral de Nossa Senhora da Penha, em Crato, será ordenado presbítero o diácono juazeireense Aureliano de Sousa Gondim. No mesmo dia, às 19 h, na Igreja Matriz do Menino Jesus de Praga, no Novo Juazeiro, ele celebrará sua primeira missa.  

Biografia:
Nascido em Juazeiro do Norte, aos 25 dias do mês de setembro do ano de 1981, o Padre Aureliano de Sousa Gondim é filho de Francisco Gondim Pereira e Maria Gilma Andrade de Sousa. No dia 09 de janeiro de 1982, foi batizado na igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores, tendo o Padre José Alves de Oliveira como celebrante, e os seus tios, Francisco de Paula Pinheiro Gomes e Maria Terezinha Gondim Pinheiro como padrinhos. Em 15 de novembro de 1994, juntamente com o seu irmão Daniel Victor, celebrou a sua primeira eucaristia na igreja do Menino Jesus de Praga. No dia 08 de janeiro de 1998, recebeu o sacramento da crisma, em celebração presidida pelo então bispo diocesano, Dom Newton Holanda Gurgel e tendo como padrinho, o querido, Padre José Alves de Oliveira. Aos 10 anos de idade, ao participar da santa missa na igreja matriz do Menino Jesus de Praga, sentiu o desejo de fazer parte do grupo de coroinhas da Paróquia. Com a aprovação dos seus pais, procurou o Padre José Alves de Oliveira para ingressar no mencionado grupo. Sua participação como coroinha, foi apenas o início do que passaria a ser a sua vocação.  No ano de 1996, participou de seu primeiro encontro vocacional no Centro de Expansão Dom Vicente Matos. Encontro este, que se tornou rotina nos anos subsequentes. Em 1997, com 16 anos, inicia na Paróquia Menino Jesus de Praga as atividades da Infância Missionária que naquele ano começava a despontar em nossa Diocese, sob a coordenação diocesana do Padre Roserlândio e da Irmã Daniela. Em dezembro de 1998, convidado pelo então seminarista Adalmiran, passou a apresentar um programa de rádio na extinta FM Santa Quitéria. O programa “FORTES NA FÉ” era exibido sempre nas manhãs de domingo. No ano de 2000, passou a apresentar outros programas de cunho religioso na Rádio Comunitária Padre Cícero, hoje Rádio Educativa Salesiana Padre Cícero. Programas apresentados por quase oito anos. Sua formação básica foi realizada em Juazeiro nas escolas: O Pequeno Grande (1985 a 1992), Monteiro Lobato (1993), Sossego da Mamãe (1994 a 1997) e Escola Técnica Federal (1998 a 2000), hoje Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará. No dia 23 de fevereiro de 2001, o jovem Aureliano ingressou no Seminário Diocesano São José, em Crato, onde fez o curso Propedêutico e de Filosofia. De 2008 a 2011, realizou os seus estudos de Teologia no Seminário Maior Interdiocesano Sagrado Coração de Jesus, em Teresina-PI. O Padre Aureliano tem uma história de vida muito peculiar que se confunde com a história de nossa querida Juazeiro do Norte. Seu avô paterno (Aureliano Pereira) foi amigo do Padre Cícero Romão Batista. Veio da cidade de Atalaia-AL, ainda com 7 anos de idade, acompanhado de seus pais para aqui fixar residência. Fez história como comerciante, pai de família e ilustre amigo romeiro. Certamente uma página bastante promissora na história deste jovem sacerdote que ainda tem a alegria de homenagear o avô recebendo o seu nome. Diante desta experiência romeira e de uma bonita tradição familiar, o Padre Aureliano viverá as primícias de seu ministério sacerdotal, juntamente com outros sacerdotes, como vigário paroquial da Basílica Santuário de Nossa Senhora das Dores.

3 comentários:

Elias disse...

Parabéns Aureliano, estaremos unidos pela oração. Esperamos que honre a tradição familiar romeira/alagoana e seja mais um defensor de Juazeiro, de Padre Cícero e de seus romeiros.
"Tu Es Sacerdos In Aeternum Secundum Ordinem Melchisedec".
Elias Romeiro

IDERVAL TENÓRIO disse...

Amigos podem existir dúvidas, pode existir controvérsia, agora para os verdadeiros Juazeirenses o Pe.Aureliano veio para continuar neste século a História do seu município.

O seu avô o grande Sr Aureliano Pereira da Rua da Conceição com a Rua Santa Rosa defronte ao Posto de Saúde,que acompanhou de perto o trajeto do Pe.Cícero tinha que deixar para o futuro uma semente sacerdotal .Esta semente brotou no sacerdócio exatamente no melhor período do município que ajudou a construir. Brotou quando o clero precisa de uma voz jovem,inteligente e comprometida com a verdadeira história do Juazeiro.

Os padres da região que apóiam o fundador ,o Bispo Dom Fernando que tanto luta pelo Cariri possuem agora o elo que faltava, a interseção histórica e humana, o ressurgimento na história de um dos componentes da mesa negociadora.

Não só a família Aureliano está de parabéns, de parabéns toda a comunidade Juazeirense que inclusive deveria como exemplo ,ceder mais filhos para defender esta importante causa. O Clero,A Igreja,O Catolicismo e toda a família juazeirense agradece aos Gondins este presente que lá do céu o Padre Cícero e o seu Aureliano Pereira comemoram como mais uma vitória da Meca do cariri e do Cariri.

Meus parabéns aos pais ,aos irmãos e a todos os componentes desta exemplar família, família que a raiz saiu do estado das Alagoas no lombo de um jegue e aqui foi plantada pelas mãos do Patriarca do Juazeiro- O Padre Cícero Rom,ao Batista.

Parabéns e que venham mais Juazeirenses aumentar a sacrificada fila sacerdotal.

Antonio Correia Lima disse...

Como um cratense e pontasserrense amigo de Juazeiro estou feliz com a decisão da igreja Católica em fazer a reconciliação com o Padre Cícero, e acabo de ler O Padre e o Romeiro do DR. Geraldo Meneses Barbosa e fiquei encantado com a história de vida e de fé do sr. Aureliano Pereira que foi pai por 36 vezes em 5 casamentos, fato esse, previsto pelo Padre Cícero. Fiquei contente também em saber que existe um dos seus netos de mesmo nome, atuando como sacerdote em Juazeiro. Como genealogista passo a me interessar por este ramo familiar.