sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Renato Casimiro profere palestra na Faculdade Leão Sampaio


O professor Renato Casimiro proferiu ontem a noite palestra na Faculdade Leão Sampaio durante a V Jornada de Psicologia: Arte, Cultura e Historicidades. O evento, organizado pelo Curso de Psicologia daquele centro universitário, foi aberto ontem e terminará no próximo sábado. Renato falou sobre Juazeiro dos Milagres: o impacto histórico do milagre da beata Maria de Araújo. Veja abaixo a programação completa do evento:

Um comentário:

IDERVAL TENÓRIO disse...


A Minha Resposta a Dudé das Aroeira. Grande poeta da minha querida Paraíba, da minha querida cidade de Aroeiras quando visitou a Bahia e me perguntou o que seria o Nordeste.Na ponta da agulha fiz esta resposta que para minha surpresa foi gravada e depois transcrita,o improviso falha mas tem o seu valor.
Iderval Reginaldo Tenório
Quero a sua opinião


O QUE É O NORDESTE
Professor Dudé, o Nordeste é poesia, o Nordeste é realidade, o Nordeste é ilusão, é seca, é chuva, é chão, é a fome e a razão, O Nordeste é o forte homem, o Nordeste é a Paraíba, o Nordeste é o sertão, é Juazeiro do Norte, é o Crato, é o Padre Cícero, é o Padre Ibiapina e o Frei Damião, é o Ceará, é o Cariri, é o horto e o sertão, é Aroiras, é Dudé, é José, é Damião, é o Patativa do Assaré, o João Silva, o Luiz o Rei do Baião, é Xangai,Elomar, Bule Bule e Riachão, é Gil,Caetano, Fagner, Ednardo, Belchior e o seu medo de avião, é o meu primo Lunga, é Zé Miguel e dona Tonha, é a Serra do Araripe, é meu torrão, é Chico, é Francisco ,é o cabeça chata, é Damião, é Campina Grande , é a cabeça de galo e o pirão, é o amigo, é o padre, é o cantor, é o irmão, é a reza, é o batismo, é a renovação.

O Nordeste é Suassuna,é o Daniel Walker,é o Casimiro,é o Frederico Pernambucano de Melo,é o Israel Filho,o Lenine,Alcéu Valença,Byron Sarinho, Jorge Amado e Gabriela, é Antonio Nóbrega, José de Alencar, Dom Helder Câmara, Herberto Sales e o seu cascalho, Maria Bonita, Corisco e Lampião.

O Nordeste é o jumento esperto, é o bode ligeiro, é o pai de chiqueiro, é o burro velhaco e o cavalo alazão, é a vaca parida, é a novilha bonita, é o bezerro apartado,é o boi com careta e o boi cambão,é o cavalo de corrida,é o vaqueiro encourado , é o macho valente e a festa da apartação, é a vaquejada, é o queijo de coalho, é o baião de dois, é a buchada de bode, é a cabocla bonita , é a sanfona solta e a exposição.

O Nordeste é poeira, é de novo aroeiras, é chão ,é pedra, é Brasil, é realidade, é o Paraíso,é a Asa Branca, a Juriti e o Gavião, é o verde, é o homem, é o bicho, é Deus, é o cão.

O Nordeste é tudo isso, o Nordeste é nosso, é cultura, de novo poeira , é a viola e o violão, é a rabeca, o chifre de boi, é o artesão, é o maneiro pau e o repente, é a força, é outra vez o amigo Dudé, é o patrão.

O Nordeste Dudé é tudo, é currulepe, é amor, é canção, é Maria , José e João, é o milho, a canjica, é o pão,é o choro , é a tristeza, é a alegria, é paixão , é a noite, é a lua , é o sonho, é o sol e a razão,o Nordeste Dudé, é o meu pai, é minha mãe e o meu irmão, é o seu pai , a sua mãe, a sua casa, o seu terreiro, é a união.
O nordeste é tudo isso. É FOGO, É FRIO , É LUTA, É PAIXÃO.
do amigo Iderval Reginaldo Tenório.