sábado, 16 de março de 2013

Prefeito inaugura mais uma Casa do Povo


Mais uma obra da administração Raimundo Macedo está prestes a ser entregue à população de Juazeiro do Norte. É a nova Casa do do Povo, popularmente conhecida por "Casa do Cidadão". A Casa do Povo passará a funcionar a partir do próximo dia  21 de março, na rua São Paulo 1474, no Centro e oferecerá melhores condições de atendimento aos seus usários. O  equipamento é veiculado à Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest), no qual, são realizados atendimentos de emissão de carteira de Identidade (RG) e assessoria jurídica. Todos os atendimentos são realizados de forma gratuita.
O diretor da Casa do Povo, Alexandre Picanço informa que serão realizados 80 atendimentos por dia, de segunda à sexta-feira, de 7 às 14 horas. Os agendamentos devem ser feitos através do telefone 3512.1025. "Vale ressaltar, que esse número de pessoas a ser atendidas, não leva em conta a quantidade de idosos. Os idosos terão sempre preferência e não há quantidade estabelecida. O idoso que se dirigir à Casa do Povo será atendido no mesmo dia", explica o coordenador.
A secretária da Sedest, Roberta Sampaio disse que o novo prédio trará mais comodidade aos usuários, pois a nova Casa do Povo será equipada de sala de espera climatizada, móveis projetados e computadores de última geração para dar mais celeridade na emissão dos documentos e do atendimento em geral.

SERVIÇO.
Os documentos necessários para emissão de RG são:
- Certidão de nascimento ou casamento, original e xerox sem rasuras. Nos casos de separação ou divórcio, é obrigatória a averbação da certidão. 
- Comprovante de residência.
- CPF original e xerox.
- Em caso de perda ou furto, trazer o boletim de ocorrência xerox e original feito na Polícia Civil, ou através da internet pelo site: www.delegaciaeletronica.ce.gov.br.
- Trazer o Pis ou Pasep original e xerox.
- O menor de 16 anos deve estar acompanhado do pai, mãe, avós ou responsáveis.
Endereço - Rua São Paulo, 1474, Centro
Agendamento pelo telefone: 3512.1025
Funcionamento - De segunda à sexta-feira, de 7 às 14h.
(ASSECOM/PMJN)

Um comentário:

IDERVAL TENÓRIO disse...








Nas capitais e em todo o interior do Brasil começou o desmonte da máquina administrativa, começou a dança dos cargos, teve inicio a caça aos pseudos opositores . Digo pseudos , uma vez que na política tudo pode acontecer, aqueles que se encontram de um lado hoje , amanhã poderão mudar.



O que se vê é o desmantelamento de todos os departamentos, hospitais, secretarias , escolas e tudo que tem ligação com a nova administração.



As pessoas amigas ficam inimigas, as famílias se esfacelam, os vizinhos se olham com desdém, os colegas de trabalho se degladeiam com a ciranda dos cargos, os conchavos pecuniários e os leilões dos cargos se concretizam pós pleito, é o famigaredo acerto de contas . Os articuladores, os cabeças ganhadores e perdedores continuam no mesmo diapasão, juntos para uma nova jornada.



No decorrer da administração haverá uma mistura de todos num só bloco, os vencedores e os perdedores se mesclam para o bem da classe política . Para o próximo pleito, novos conchavos, novas adesões e tudo continua como céu de brigadeiro. Entre eles, tudo permanece limpo, sem mágoas, sem nódoas e sem rancor. Isto faz parte do politicamente correto.



Em todas as eleições tem que ter um vencedor, apenas um assume o cargo majoritário, depois do pleito tudo se ajusta, é questão de tempo.



Ao povo cabe apenas votar hierarquicamente .


Vota no seu irmão, no seu primo, no seu cabo eleitoral, no seu vizinho, no seu colega, no seu pároco, no seu patrão, no seu médico, naquele que lhes prestou um serviço constitucional como se fosse um favor , aquele serviço que o povo já teria direito como: aposentadoria, assistência médica, a matricula na escola, um bolsa escola, um bolsa família , um bolsa alimentação ou um outro tipo de benefício. O povo vota e não sabe em quem está votando, vota no nome, apenas no nome daquele indicado pelos seus favorecedores, que também mais tardes serão favorecidos pelos cabeças de chapa. Nesta batalha todos os participantes da cúpula saem ganhando, perde o povo , a constituição e cidadania.





Brasileiros pensem no que foi escrito .



Iderval Reginaldo Tenório