segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Juazeiro de luto: faleceu Dona Alacoque Bezerra


Faleceu na madrugada de hoje, 17, em Fortaleza, a senadora juazeirense Maria Alacoque Bezerra, 92, filha de tradicional família caririense. O corpo deverá chegar a nossa cidade ainda hoje, conforme informações da família e será velado na Casa Grande, localizada na Praça Padre Cícero (Rua Padre Cícero). O sepultamento será no Cemitério do Socorro, no túmulo da Família Bezerra, amanhã, às 9h. 

BIOGRAFIA
Maria Alacoque Bezerra de Menezes - Nasceu em Juazeiro do Norte, no dia 10 de fevereiro de 1921. É filha do Sr. José Bezerra de Menezes e da Sra. Maria Amélia Bezerra de Menezes. E foi casada com o Sr. Jose Maria de Figueiredo, com quem teve três filhos: Francisco Ivanhoé, Amélia Maria e Margarida Magda.

Escolaridade
Curso Primário no Colégio São Geraldo e no Grupo Escolar Padre Cícero; Curso Secundário no Colégio Santa Tereza de Jesus do Crato e o Curso Normal no Colégio das Doroteias em Fortaleza, no ano de 1938. Tem Licenciatura Plena por concurso em Geografia Geral pela CADES e o Curso de Aperfeiçoamento e Difusão em Ensino Secundário.

Atividades profissionais
Afora suas atividades empresariais no Grupo da Família Bezerra foi Professora e Diretora do Grupo Escolar Padre Cícero de Juazeiro do Norte; Professora de Geografia e Sociologia Educacional na Escola Normal Rural de Juazeiro do Norte; Delegada da 5a Região Administrativa. Foi Diretora do Centro Maternal Maria Amélia Bezerra, entidade filantrópica que atendia às mães carentes do município de Juazeiro do Norte.

Atividades culturais
Sócia Titular do Centro de Cultura Juazeirense, Sócia Fundadora do Instituto Cultural do Vale Caririense (ICVC) onde ocupava a Cadeira 04, cujo Patrono é o Dr. José Geraldo Bezerra de Menezes. E é autora da plaqueta intitulada "Agradecendo e Exaltando" e do livro "José Bezerra c Menezes, o Pacificador".

Títulos e condecorações
Título Honorífico de Cidadã de Abaiara e outorga da Comenda da Polícia Federal, pelos relevantes serviços prestados àquela Corporação. Em 12 de abril de 1984, lhe foi concedida pelo Vereador Pedro Bandeira Pereira de Caldas, Resolução n° 30 do mencionado ano, a "Medalha Cidade de Juazeiro, Comenda do Mérito Legislativo"; "Mulher Destaque do Município de Juazeiro do Norte", em 1997, título outorgado pela CâmaraMunicipal de Vereadores de Juazeiro do Norte, em parceria com o Instituto José Marrocos de Pesquisas e Estudos Sócio-Culturais (IPESC).

Cargos públicos exercidos
No pleito eleitoral de 1982, Maria Alacoque Bezerra foi eleita Senadora Suplente, obtendo 1.120.069 votos. Na Sessão Ordinária de n° 154, da 48ª Legislatura do Senado Federal, no dia 18 de outubro de 1989, às 14:00 horas, com o comparecimento de 59 Senadores, a juazeirense Alacoque Bezerra foi introduzida no Plenário da Câmara Alta do País, pela comissão composta pelos Senadores Mauro Benevides (Ceará), Divaldo Suruagy (Alagoas) e Nabor Júnior (Acre).
Sob a Presidência do Senador Nelson Carneiro e na presença do Presidente da Câmara, Deputado Paes de Andrade, a Senadora Alacoque Bezerra é levada à tribuna, onde presta o seguinte cumprimento regimental: "Prometo manter, defender e cumprir a Constituição da República, desempenhar fiel e lealmente o mandato de Senadora que o povo me conferiu e sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil".
Naquela oportunidade, com a posse da Senadora Alacoque Bezerra, tomava assento no Senado Federal, a primeira mulher do Estado do Ceará e Nordeste brasileiro, fato este que não acontecia há 100 anos na política brasileira.
Até então, a Senadora Maria Alacoque Bezerra tinha sido a única mulher do Estado do Ceará a ostentar o privilégio de ter feito parte da Câmara Alta do País, como integrante do Partido da Frente Liberal (PFL) e da bancada do Estado do Ceará. São de autoria da Senadora Alacoque Bezerra de Menezes, os Projetos: "Municipalização da Merenda Escolar" e "Piso Salarial para o início da Carreira do Magistério Público nos Níveis, Fundamental e Médio". Acrescente-se, ainda, que a Senadora Alacoque Bezerra de Menezes foi a Presidenta de Honra do Partido da Frente Liberal (PFL) da cidade de Juazeiro do Norte.
Alacoque Bezerra de Menezes dignificou nosso povo, por isto, figura nas páginas da nossa história, como um dos mais belos exemplos de dignidade e de amor à terra que lhe serviu de berço.
Em 21 de agosto de 1995, lhe foi tributada uma homenagem em que foi dado o seu nome a uma rua, a "Rua Senadora Maria Alacoque Bezerra ". No dia 8 de abril de 2005 ela inaugurou o Polo de Atendimento à Criança e ao Adolescente que tem o seu nome, localizado na Serra do Horto, construído na administração do prefeito Raimundo Macedo. (Texto de Raimundo Araújo, extraído do livro Mulheres de Juazeiro).
Dona Alacoque  descerrando a placa de inauguração do
 Polo de Atendimento à Criança e ao Adolescente que tem o seu nome, o qual é
visto na foto acima

Quando tomava posse, em Brasília, como Senadora, sendo cumprimentada pelo deputado Paes de Andrade, presidente da Câmara dos Deputados, ladeada pelos senadores Nelson Carneiro (d) e Pompeu de Sousa (e).
Dona Alacoque com seus filhos Ivanhoé, Magda e Amélia Maria


2 comentários:

Zulenilda disse...

Mesmo a distancia, as antigas colegas da Coelce de Ivanhoé, se solidarizam com sua tristeza pela perda de sua querida mãe. Zulenilda e Ana Maria

JORGE GONÇALVES disse...

Ok D.Alacoque foste uma mulher que fizera historia em juazeiro,ceara e no Brasil.Nos cearenses devemos homenageala por grandes feitos.O seu legado, ficara na historia de nos juazeirenses.t