domingo, 8 de julho de 2012


 Todo mundo diz que foi a Faculdade de Medicina que desencadeou este novo surto de desenvolvimento de Juazeiro. E é verdade, só que não é a verdade absoluta. Pois se fosse assim, cidades do interior como Barbalha, no Ceará, Alfenas, em Minas Gerais, e Garanhuns, em Pernambuco, também teriam se desenvolvido na mesma proporção de Juazeiro e isto não ocorre. Também romaria não é causa absoluta de desenvolvimento, pois se fosse somente por isso Canindé, Ceará, Trindade, GO, Bom Jesus da Lapa, BA, seriam as maiores cidades do interior dos seus respectivos estados e isso não aconteceu. Só aconteceu mes mo com Juazeiro do Norte. Então existe um diferencial maior por trás de tudo isso. E só Juazeiro do Norte tem esse diferencial. É o Padre Cícero. Esse sim, o gerador do desenvolvimento desta cidade. Aqui, no trem que conduz o progresso, faculdade de medicina e as demais, shoppings, condomínios, comércio e indústria são os vagões e Padre Cícero,  a locomotiva. Foi por causa dele que tudo veio, inclusive romaria e faculdade de medicina e a cidade disparou rumo ao progresso. Conclusão: Juazeiro é um milagre do Padre Cícero. Alguém duvida?

3 comentários:

IDERVAL TENÓRIO disse...

Amigo Daniel Juazeiro é um fenômeno, não por ser apenas um aglomerado de casas ,ruas e dirigentes,Juazeiro é um fenômeno porque teve um fundador local,em 1844 o Padre Cícero nasceu no Crato esta importante metrópole Caririense e dela surgiu a nossa Juazeiro do Norte ,então não é um fundador emprestado ,posso dizer sem medo de errar que o Padre é Juazeirense. Então o padroeiro e a Romaria é da terra,o povo conviveu pessoalmente com o seu fundador ,enquanto os outros municípios tem nos seus padroeiros e nas suas festas Santos de outras origens, Santos que foram adotados pela população e pela Igreja.Nelas as Romarias são da Igreja ,enquanto as Romarias do Juazeiro é da Cidade,do Estado,do Nordeste,do Brasil, da Igreja,do Povo e do mundo. A Romaria do Juazeiro é a materialização dos sentimentos de uma comunidade que viveu e conviveu com o seu patriarca,que pisa no seu torrão,enxerga os seus utensílios e conhece a fundo a sua História.
Juazeiro encastoado nos sertões do Ceará é um Milagre.Viva o povo do Juazeiro que ainda verá muitas coisas boas neste promissor município brasileiro.Eu sou Juazeirense e nisto eu acredito. Iderval.

Mauricio Xavier disse...

MUITO BOM O EDITORIAL

Anônimo disse...

Concordo plenamente com o professor. Isso demonstra uma grande visibilidade e respeito em relação ao nosso Padim Ciço. Gostaria, porém, de acrescentar os devidos créditos a uma grande juazeirense, a qual não pode jamais ser esquecida: a Beata Maria de Araújo.