quinta-feira, 5 de julho de 2012

Alcymar Monteiro desiste


O candidato Alcymar Monteiro (PDT) acaba de retirar sua candidatura à prefeitura de Juazeiro do Norte, segundo o mesmo, por falta de apoio político e inclusive de seu partido, o PDT. Alcymar vinha se dedicando para disputar a vaga, mas não obteve sucesso na busca de apoios, segundo ele, os nomes que disputarão a prefeitura não contam com seu apoio.

Alcymar divulgou a seguinte carta explicando os motivos da sua desistência:
Querido Povo de Juazeiro,

Durante mais de dois anos percorremos todos os bairros, sítios, vielas e esquinas de Juazeiro. Nesse tempo falamos de uma proposta nova, de uma nova maneira de fazer política, acima de tudo limpa. Recebemos o afetuoso apoio do povo, cansado da mesmice e da falta de renovação político-administrativa da nossa cidade. Infelizmente não obtivemos a adesão de outras forças políticas, que preferiram se aliar ao atraso.
Por meio de nossa carreira artística já temos contato com as pessoas, mas nunca de maneira tão direta como essa pré-campanha nos fez ter. Vimos o total abandono que a população de Juazeiro se encontra, e que se tornou refém de grupos políticos organizados que só pensam em si. Esse não é um problema de apenas uma gestão, e sim de várias.
Descobrimos com muita tristeza que a política juazeirense é feita na base da compra, da venda e da cooptação, coisas que vão contra os nossos valores.A política de Juazeiro chegou a um ponto da desmedida vontade de se perpetuar no poder de um lado e do outro, o toma lá da cá, sem escrúpulos.
Lançamos nossa candidatura cheios de esperança de mudar esse quadro, que tem prejudicado tanto o nosso povo. Nossa proposta sempre foi de uma prefeitura técnica, ligada à sociedade civil organizada e acima de tudo honesta, trabalhadora e dinâmica. Por tudo isso que foi exposto, estamos retirando nossa candidatura à prefeitura de Juazeiro do Norte.
Essa retirada não significa uma derrota, e sim um momento estratégico de reflexão sobre o nosso futuro político e o futuro de nossa gente. Essa reflexão nos faz enxergar as dificuldades impostas pela realidade política local a nossa candidatura.
Entre comprometer os nossos princípios e partir para o jogo do vale-tudo, da compra de apoios, e a retirada da candidatura, preferimos o segundo caminho. Nessa caminhada só obtivemos o apoio do PPL (Partido Pátria Livre), que esteve conosco desde o começo e a quem agradecemos penhoradamente.
Além disso, sofremos um total e completo abandono de nosso próprio partido (PDT), que não deve ter enxergado nossa candidatura a segunda maior cidade do Ceará, como algo prioritário. Agradecemos a todos os que acreditaram em nossa mensagem e proposta por um Juazeiro Novo.
Agradecemos ao povo que nos viu como a esperança de mudança e depositou em nossos ombros sua confiança. Agradecemos também a toda nossa família, que se empenhou e trabalhou diuturnamente ao nosso lado.
Torço para que o Padre Cícero tome conta de Juazeiro e dos destinos de nossa gente, pois temos certeza que só o poder divino pode interceder por nossa cidade. Não podemos apoiar nenhuma das candidaturas que aí se encontram, pois, na nossa visão, nenhuma delas está preparada, nem política nem moralmente, para dar ao nosso povo tão sofrido de Juazeiro uma vida digna e melhor.
Juazeiro do Norte, 04 de julho de 2012.
Alcymar Monteiro
  
Alcimar Monteiro fez uma constatação que desde algum tempo está explícita demais e é pena ele não ter sabido disso antes. Foi preciso sofrer na própria carne para confirmar. Mas o que ele disse na carta acima é a mais pura e vergonhosa realidade. E certamente lá do alto do morro o Padre Cícero está vivo, mas morto de vergonha do seu povo e bastante arrependido, pois não foi para ver o Juazeiro assim que ele lutou tanto pela independência do Município. É triste, lamentável, vergonhoso, no sentido mais extenso da palavra,  porém é preciso dizer porque é verdade: Juazeiro do Norte é desde algum tempo  uma bolsa de negócios eleitorais, onde a principal e única ação à venda – o voto do cidadão – é negociada de forma inescrupulosa, num verdadeiro acinte à cidadania e a dignidade humana. Quem participa desse negócio - comprando ou vendendo - sabe que está participando de um negócio errado, vil, ilegal, desonroso, desonesto, mas como no mundo atual, onde ser honesto é um milagre, ninguém dá  a menor importância. O importante, é como Alcimar finalmente constatou: chegar ao poder abrindo a carteira (atitude praticada pelo comprador do voto) e trocar a cidadania pelo vil metal (atitude praticada pelo vendedor do voto). Quem vende o voto e contribui para eleger candidato imprestável, não poderá depois reclamar se a cidade está ao abandono, sem as obras prioritárias na saúde, na educação, tão prometidas pelos candidatos. Alcimar também falou que pretendia dar a Juazeiro, se eleito fosse, uma administração técnica. No atual estágio em que hoje se encontra Juazeiro é disso mesmo que a cidade precisa. Juazeiro é atualmente uma das mais importantes cidades do Brasil, antes somente pela sua história, mas agora por causa também do seu crescimento comercial, industrial e universitário. Por isso, não comporta mais gestão pública de caráter eminentemente populista (de enganação ao povo com esmolas), filantrópica, de ajuda aos amigos ou para enriquecimento pessoal. Nada disso! Juazeiro hoje precisa de uma gestão técnica, planejada, com ênfase às obras estruturantes, de reivindicações ousadas, coisas que ajudem a consolidar o seu crescente desenvolvimento. O problema é saber se o povo que vota também pensa assim. Pelo visto, parece que não. 

Um comentário:

IDERVAL TENÓRIO disse...

Querido Alcymar Monteiro,bom homem,continue cantando.Eu conheço a sua luta desde o tempo de criança, no tempo das vacas magras,no tempo do bate pernas à procura de uma sombra.
Amigo Alcymar,você tem coração,você tem boa vontade,você tem conhecimento de causa, falta ao amigo o jogo politico, ciência esta totalmente diferente do cotidiano puro, do dia a dia de um cidadão comum,do dia a dia de um artista vencedor e orgulho para a região e para o Brasil,você tem nome,você é uma prova de que a força de vontade e a inteligência atreladas à familia,ainda fazem parte do sucesso de homem. O Brasil é seu fã pela coragem , pelas belas músicas e pelo apaziguamento de suas letras.Meu amigo e conterrâneo Alcymar, como diria o Grande e Imortal Patativa do Assaré- Cada quá em seu cada quá.Cante lá que eu canto cá.Não se meta nesta esparrela, Eu na Medicina pregando a cura individual e você na Música também pregando a cura coletiva.Juazeiro agradece de coração a sua vontade de contribuir, acho que você contribui muito mais com a sua arte.Deixe a politica para os profissionais,é um campo difícil e desconhecido.O Politico na sua essência não é desonesto, existem muitos que pensam no bem.Amigo a coisa é complicada.Um abraço do seu amigo que na infância conviveu nas praças do socorro lhe ouvindo,lhe prestigiando no tempo das vacas magras.A vaga com o seu talento ímpar engordou,continue nesta verve ofertada por Deus,a música e a poesia.Um abraço do amigo Iderval.