quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Sepultado em Juazeiro Anchieta Brito


Foi sepultado ontem em Juazeiro, 10, José Anchieta Alves de Brito, que faleceu aos 68 anos de idade. Natural de Crato, Anchieta veio para Juazeiro e aqui casou com Marlene Balbino, com quem teve cinco filhos. Atuou durante muito tempo na profissão de ourives na Ourivesaria MB Irmãos, mas ultimamente vivia como cambista. Exímio versejador Anchieta é autor de uma vasta coletânea de poemas muitos dos quais ainda inéditos. Mas ainda publicou um livro intitulado Poemas e composições. Também compôs várias canções que foram gravadas por artistas da terra.

Um comentário:

IDERVAL TENÓRIO disse...

Amigo Daniel, esse foi da minha e´poca, esse é conheci de perto, com esse conversei muito apesar da grande diferença de idade. Hoje acho até que os homens de juízo deveriam valorizar os que tem valor , e Anchieta era um desses volores que vai sem uma medalha,sem uma lembrança e sem um agradecimento de um povo pobre em recordações.Anchieta foi um homem simples de grande importancia para com os quais convivia, muitas vezes incompreendido por nós mesmos, deixo um abraço forte para os seus filhos . O velho Anchieta como muitos funcionava como um irmão mais velho, apesar de distante com toda a sua problemática. Perde Juazeiro mais um dos seus valores que em vida nunca foi reconhecido. Os inteligentes muitas vezes são taxados de malucos e enevereda]m por outros caminhos. Velho Anchieta que os homens digam amem.Deus lhe acompanhe. um abraço do amigo Iderval.