sábado, 3 de março de 2012

Concurso de Professor Temporário da URCA

Publicado no Diário Oficial do Estado, último dia 29, o Edital nº 001/2012-GR, que fixa normas para a realização de concurso para Professor Temporário da Universidade Regional do Cariri (URCA), destinando 168 vagas paras as unidades descentralizadas de Iguatu, Campos Sales e Missão Velha, em diferentes áreas do conhecimento. As inscrições serão iniciadas na próxima terça-feira, dia 6, e vão até o dia 19 de março.
Os requerimentos de inscrição serão recebidos pela Comissão de Seleção do Processo Seletivo, no Campus do Pimenta, à Rua Coronel Antônio Luiz, 1161, CEP: 63.105-000, Crato – CE, no horário das 9 horas às 12 horas e das 14 horas às 17 horas, de segunda-feira à sexta-feira, no prazo estabelecido pelo edital.
Os requerimentos de inscrição também poderão ser feitos através de endereço eletrônico, pelo www.urca.br , devendo a documentação necessária ser postada à Comissão de Seleção, até o último dia de inscrição, por meio de SEDEX com Aviso de Recebimento (AR), no endereço constante do edital. A taxa de inscrição é no valor de R$ 100,00 e deverá ser paga em qualquer agência da Caixa Econômica Federal (CEF), mediante depósito em favor da Universidade Regional do Cariri (URCA), conta corrente nº 369-2, agência 0919-9. O comprovante de depósito deve ser afixado à ficha de inscrição. Os salários destinados aos cargos de professores graduados, especialistas, mestres e doutores com 20 e 40 horas vão de R$ 656,43 a R$ 3.751,06.
Universidade Regional do Cariri - URCA
(88) 3102-1212 - 8812.5525 ramal 2612
www.urca.br – Crato, 03 de março de 2012

2 comentários:

IDERVAL TENÓRIO disse...

O País do faz de conta.
Fico deverasmente preocupado com este concurso,pergunto:Que concurso?que concurso?. Que respeito para com a educação,que respeito para com os professores.Amigos mais uma vez os gestores que deveriam olhar com bons olhos os nossos educadores empurram de ladeira abaixo sem nenhum pudor.
Concurso para vagas provisórias,temporárias,vagas precarizadas,vagas sem nenhuma garantia constitucional.O pior senhores, estes gestores são nossos contemporâneos,foram nossos colegas de Universidades, foram amigos de infância,foram dos nossos diretórios acadêmicos, participam do nosso meio cultural e social.
Amigos a nossa geração nada vai deixar de Constitucional para a nossa população,nada de segurança para o futuro.
Professores numa penúria arrasadora,médicos numa pendenga de fazer medo,pequenas indústrias sem poder de competição com os produtos importados dos países que não respeitam os seus cidadãos,a cultura pátria vilipendiada pela cultura do além mar. Chequim,checaute,estande bai,in of,taime,overnaite,baique,choping e outras traduções malucas.Um b com A não é mais beabá é bá, um B com E não é mais beébé,está aí a falta da construção das palavras e esta leva de analfabetos funcionais que apenas decoram e botam pra fora.

Enquanto os Mestres forem assim tratados o Brasil não sairá do alicerce.Amigos contemporâneos que dirigem esta nação,valorizem mais os professores.

Outra coisa, o governo Federal apresentou o novo salário base dos professores nos municípios,mas não disse aos prefeitos de onde sairão as verbas para que sejam aplicados pelas pequenas Prefeituras.O Mistério da Educação tem que injetar fundos para o cumprimento desta lei,acima de tudo justa e necessária.Eu gosto dos meus professores,eu sou grato aos meus professores,chego a dizer que eu amo os meus professores como amo os meus familiares.Para muitos os professores são mais do que muitos pais.

Para reflexão de um povo sofrido e de uma esquecida educação.

IdervalReginaldo Tenório
http://www.iderval.blogspot.com

Um blog cultural .

Anônimo disse...

Parabéns, Dr. Iderval, pelo comentário que requer muita reflexão. E, na verdade, é tudo isso que o senhor diz que acontece nesse país. Infelizmente, ao invés de estarmos fazendo esse país tendo uma Ordem e Progresso, vejo uma Desordem e Regresso e os professores não ficam de fora do tratamento que recebem por demagogos políticos do mais baixo nível que temos hoje. No passado, nós tínhamos colégios que eram chamados de PP (pagou, passou) e as escolas públicas tinham o melhor nível de Educação. Mas hoje, as coisas vão acontecendo de forma contrária, chegando a tirar estímulo dos professores para ensinarem. Felizmente, ainda temos professores que firmam-se na profissão porque a amam. Só um burro ou idiota não percebe o que está acontecendo nessa "democracia" que sempre dizem ser o melhor para todos nós - o que deveria ser mesmo - mas não é a verdadeira. Usam isso como argumento para não saírem nunca mais desse mar de lama que só o beneficiam. Eu fico a me perguntar: como anda a educação em cidades do interior do Acre, Rondônia, Ceará, Amapá, dentre outros estados de menor porte econômico desse país? Mas sem dúvida nenhuma, se lembram desses lugares quando se trata de urnas eletrônicas para eleições com resultados em poucas horas. Nem nos EUA isso acontece. Mas no Brasil, com altos custos para eleições políticas, esses políticos visitam esses lugares para campanha eleitoral. Nos EUA, no caso Watergate, Richard Nixon nunca mais voltou a ser algo na política norte-americana. Aqui no Brasil, corruptos nunca ficam presos e logo retornam para dar risada de todo esse povo. Há muitos anos atrás, Charles De Gaulle disse: "O Brasil não é um país sério." Se ainda fosse vivo, gostaria de ouvir o que ele diria hoje.